Visitantes e vários empates se destacaram na Taça Barcímio Sicupira

Na tarde/ noite deste último domingo (24), se deu o encerramento na Taça Barcímio Sicupira do Campeonato Paranaense com o título do Toledo EC em cima do Coritiba nas penalidades. Os números desse primeiro turno mostram os visitantes sendo adversários indigestos e muitos empates dentro dos dos 39 jogos que aconteceram até o momento na competição. Comparando com o Campeonato Carioca que tem estilo semelhante, a diferença é muito grande.

Visitantes estragaram as festas da torcidas dos clubes da casa

Em 39 partidas disputadas na Taça Barcímio Sicupira, 21 contou com um vencedor nos 90 minutos, sendo que em 12 jogos, os clubes visitantes levaram os três pontos para a sua casa. Em apenas nove jogos, os clubes da casa fizeram seus torcedores mais felizes. O FC Cascavel e o Coritiba foram os times que mais incomodaram longe de casa, com duas vitórias cada em três jogos disputados. Por outro lado, Rio Branco, Foz do Iguaçu e Cianorte não conseguiram vencer fora de casa.

As torcedores visitantes que compareceram até o estádio do adversário, em várias vezes voltaram para a casa mais felizes. Foto: Coritiba Football Club Oficial

Além de vitórias, os clubes visitantes também marcaram mais gols na competição, ao todo, foram marcados 69 gols na Taça Barcímio Sicupira, sendo que 37 foram dos times que estavam fora de casa contra 32 tentos dos mandantes. O Coritiba foi o time que mais marcou gols longe dos seus torcedores, um total de oito gols como visitante. Do outro lado, o Foz do Iguaçu não balançou as redes adversárias fora de casa.

Taça Barcímio Sicupira ficou marcada pelos empates

Uma grande marca da Taça Barcímio Sicupira foram os empates, não só porque as semifinais e a final foram decididas nos pênaltis após empates no tempo normal, mas por em todas as rodadas um partida ao menos terminar empatada. A 5ª rodada foi a mais esclarecedora neste assunto, onde das seis partidas, quatro terminaram em igualdade no placar.

A Taça Barcímio Sicupira ficou marcada pelo visitantes e também pelos vários empates, como entre Cianorte e Londrina. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Dos 39 jogos disputados, 18 terminaram sem nenhum vencedor na partida. Os finalistas do 1º turno, Toledo EC e Coritiba foram os recordistas de empates, com seis cada um. Já o Cascavel CR, não gosta de ver igualdade no placar e não empatou em nenhum dos seis jogos que fez até agora na competição. O placar que mais se repetiu nessas 39 partidas, foi o 0 a 0, que apareceu 10 vezes na competição, apenas na 6ª rodada, não teve este resultado. O 2 a 2 entre Operário e Coritiba foi o empate que conteve mais gols até o momento.

Comparando com o Campeonato Carioca, o Paranaense foi muito mais equilibrado

O Campeonato Carioca tem um formato parecido com o Campeonato Paranaense, onde é dividido em dois turnos da competição, o diferencial do Carioca é que o 1º turno tem uma rodada a menos que o Paranaense e agora no 2º turno, se inverte o formato, com o Carioca tendo seis rodadas e o Paranaense com cinco.

Claro que o estadual do Rio de Janeiro as diferenças entre as equipes são muito maiores que no Paraná, principalmente pelos quatro grandes clubes: Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo. Mesmo assim, com seis jogos a menos que o Paranaense, houve 27 vitórias no Campeonato Carioca contra apenas seis empates no 1º turno. Outros números que não corroboram com o estadual Paranaense são o de vitórias das equipes mandantes e gols marcados.

Diferente do Paranaense, no Campeonato Carioca, houveram muitas mais vitórias, exemplo foi o Vasco da Gama, campeão da Taça Guanabara, que venceu os sete jogos do 1º turno. Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco da Gama Oficial.

Das 27 vitórias, dois terços foram dos times mandantes e dos 76 gols marcados na competição, 48 vezes os times mandantes balançaram as redes contra apenas 28 dos clubes visitantes. Se a 5ª rodada do Paranaense teve mais empates do que vitórias, a 4ª rodada do Carioca não houveram empates, foram seis vitórias. Outra diferença, enquanto as semifinais e final do Paranaense terminaram em empates, as semifinais e final do Carioca foram decididos nos 90 minutos, com três vitórias.

A Taça Dirceu Krüger vai mudar esse cenário?

A partir do sábado (9) de março, os clubes voltam a pensar no Campeonato Paranaense, com o 2º turno na Taça Dirceu Krüger. Nesse turno, os clubes se enfrentam dentro do próprio grupo em cinco rodadas, classificando os dois melhores para as semifinais. Nela, os classificados se cruzam com os dois melhores do outro grupo, quem vencer, estará na final do turno. O campeão da Taça Dirceu Krüger garante vaga na final do Campeonato Paranaense para encarar o Toledo EC, se o Porco se consagrar campeão do 2º turno, já garante o título estadual por antecipação.

Foto: Coritiba Football Club Oficial.

Siga em:
Toledo vence Coritib
Coritiba começa a s

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo