“Um momento amargo para todos nós”, afirma Roberto Fonseca após derrota do Londrina

A derrota por 2 a 1 para o CRB na última sexta-feira (16), tirou qualquer chance de acesso do Londrina para a Série A, fazendo que pelo terceiro ano consecutivo o Tubarão chegue a última rodada sem pretensões no Campeonato Brasileiro da Série B. De positivo, o apoio do torcedor londrinense, que colocou mais de 24 mil pessoas no último jogo do Alviceleste no Estádio do Café em 2018.

Pelo terceiro ano seguido, o Londrina bate na trave em busca do acesso à Série A. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Para o técnico Roberto Fonseca, ficou o gosto amargo da derrota e consequentemente as zeradas chances de acesso. “Um momento amargo, um momento duro para todos nós, para os torcedores que compareceram em grande número, os últimos jogos o torcedor têm feito a parte dele. Um momento de tristeza, não tem nem como ser diferente de todos nós e do torcedor, claro que tínhamos um objetivo, sentimos o gosto [do acesso], infelizmente hoje faltou aquela sintonia, nossa parte dentro de campo”, afirmou o treinador do Londrina.

O comandante do Tubarão confirmou que o gol cedo do adversário atrapalhou o desempenho do elenco, mas que esse não foi o único problema. “Claro que o gol foi muito cedo, na minha concepção foi uma falta no Germano, o Paulinho Moccelin até deu uma esperada achando que seria falta, mas isso não pode, a bola chegou para o lateral, que acertou um cruzamento de rara perfeição e pegou o atacante que se não me engano, chegou até abaixar para cabecear, num belo de um cruzamento. Como já falei, eles tiveram três ou quatro chances e fizeram dois gols, uma noite feliz do CRB e uma noite infeliz nossa”, destacou Fonseca.

O técnico do Londrina também falou sobre a pressão que o clube enfrentou no segundo turno em busca do acesso de ter “erro zero”, para buscar voltar a elite do futebol nacional. “É um sentimento nosso, nós lideramos o segundo turno todinho, se nós tivéssemos feito isso desde o começo, imagine quantos 20 ou 25 mil pessoas nós tínhamos aqui [Estádio do Café], você junta as campanhas de primeiro e segundo turno, nós estamos em defasagem e a gente não pode errar, essa que é a grande realidade, nós não poderia errar, não podia errar contra o Oeste, não podia errar contra o CRB, não poderia ter errado contra o Vila Nova e uma hora a gente teria a falha, infelizmente juntando as campanhas no final, faltou e a gente não poderia falhar, a gente teria que fazer um segundo turno quase que o mais perfeito da história da Série B”, finalizou o técnico Roberto Fonseca.

Torcida do Londrina

Após a conquista do acesso à Série B em 2015, o Londrina voltou a contar com mais de 20 mil pessoas no Estádio do Café. Em 2015, quando venceu o Confiança e subiu para a Série B, o Café teve um público total de 29.986 e 27.576 pagantes. No confronto diante do CRB, 20.070 pagaram para acompanhar a partida e 24.225 torcedores viram o jogo.

O técnico Roberto Fonseca comentou que para o sucesso da equipe, torcida e time têm que jogar juntos por toda a competição e também sobre os aplausos ao final da partida. “Tem que ter o time e a torcida, tem que ter as duas coisas, tem que ter o time e tem que ter o torcedor, ele mostrou a força que ele tem. Quando lota desse jeito você pode ter certeza que no mínimo vai ter o que teve neste jogo, ninguém pode dizer que o Londrina não tentou, não trabalhou, não suou, não dedicou, isso aí não pode, então quando o torcedor aparece ou quando tem um time forte, as duas coisas tem que andar junto e mostramos isso nesse término da Série B de 2018, que nós temos essa condição aqui”, destacou Fonseca.

Mais de 24 mil torcedores acompanharam o último jogo do Londrina no Estádio do Café em 2018. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Equipe modificada para a última rodada

Para a última rodada, contra o Guarani, no sábado (24), em Campinas (SP), às 17h, no Estádio Brinco de Ouro, Fonseca deve modificar a equipe já olhando para 2019. O zagueiro Dirceu e o atacante Paulinho Moccelin, que saíram lesionados do jogo contra o CRB, vão ser avaliados durante a semana. Alguns atletas que deverão ser emprestados para jogar os estaduais devem ganhar férias antecipadas e jogadores pouco aproveitados ganhar uma oportunidade no último jogo.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Jogando no Estádio
FPF divulga tabela d

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo