Técnico para o Paranaense 2019, Alemão avalia o desafio

Confirmado desde a última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B como o técnico do Londrina para o Campeonato Paranaense de 2019, Alemão falou a TV LEC sobre os desafios que virão no seu primeiro trabalho como treinador de um clube profissional. O novo comandante do clube também destacou como foi o convite, a relação dele com o Tubarão e também com o técnico emprestado ao Grêmio Novorizontino, Roberto Fonseca.

Trabalhando desde meados de 2017 na equipe sub-19 do Londrina, o técnico Alemão comentou como recebeu o convite para assumir o time na disputa do estadual de 2019. “Fiquei muito feliz quando o Sérgio [Malucelli] e o Ocimar [Bolicenho] me chamaram na sala, primeiro para perguntar sobre alguns jogadores da base com possibilidade de subir, então na sequência eles falaram do interesse de me colocar como treinador nesse primeiro momento no Paranaense, justificando algumas situações do clube, com as dificuldades principalmente financeiras do começo do ano e a possível saída do Fonseca para o Novorizontino. Eu fiquei muito feliz e de imediato aceitei o desafio, porque realmente é um grande desafio, você trabalhar a frente da comissão técnica do Londrina Esporte Clube, um time de tradição de muitos anos, um time muito forte, de torcida forte, de cidade forte, sabendo que a responsabilidade é grande, mas também sabendo também que temos uma equipe de trabalho e juntamente com essa equipe de trabalho podemos fazer um grande campeonato”, destacou Alemão.

View this post on Instagram

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📋📈☑🏆 | METAS PARA 2019 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Já está curioso para saber qual será nosso time no #Paranaense2019? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O técnico #Alemão, que vai conduzir o #Tubarão no #Estadual, analisou a equipe que terá à disposição na competição. E afirma que podemos ir longe! 🎖 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 🏃‍ Corra lá para o nosso #InstagramStories e confira a entrevista completa que o treinador concedeu para a #TVLEC! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📱Ah! E tem mais lá no nosso site: www.londrinaesporteclube.com.br ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #VamosPraCimaTubarão #Temporada2019 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A post shared by Londrina Esporte Clube (@londrinaec) on

O novo treinador comentou sobre as suas origens, que foram com a camisa do Londrina no início da década de 90. “Vim para o Londrina em 1992, já tinha tido outras experiências no Juventus (SC) e Blumenau (SC) de avaliações, um período por lá, mas em setembro de 92 foi quando vim para o Londrina, foi aí que minha carreira de futebol, primeiro no amador e depois no profissional se iniciou, com bastante conquistas, com uma identificação muito grande com o clube. O Londrina me deu o ponta pé para iniciar minha carreira profissional, a base nós tivemos inúmeras vitórias, inúmeros títulos e no profissional também, um vice-campeonato em 1994, logo que a gente subiu, o Londrina havia sido campeão em 92 e vice em 93, novamente fomos vice em 94, isso me alavancou profissionalmente, que chegasse na Seleção Brasileira, para poder seguir minha carreira de 14 anos como um atleta profissional”, afirmou o novo comandante do Tubarão.

Também como Fonseca, Alemão iniciou sua carreira no futebol no Londrina. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Sobre ter a responsabilidade de assumir o clube no Campeonato Paranaense, Alemão acredita que pode ser mais fácil pelo envolvimento que tem com o clube, entendendo o que o torcedor gosta. “Aumenta [a responsabilidade], porém é mais fácil para mim, eu acredito, pois eu conheço o que o torcedor do Londrina gosta, o que eles querem, o que eles esperam, conheço bastante a imprensa de Londrina, conheço bastante o elenco profissional do Londrina que está aqui, por esse período na base e por estar no mesmo ambiente de trabalho, profissional e juniores, então acompanho muito os treinos do profissional, conheço as características do jogadores que irão permanecer e principalmente os jogadores que irão subir juntamente comigo para a equipe principal, mas é uma identificação bacana, é um sentido de gratidão pelo clube que me formou, hoje gratidão ao clube que está me dando uma oportunidade numa nova carreira, mas ao mesmo tempo sabendo que estou bem resguardado por bons profissionais ao meu lado, uma retaguarda de bons profissionais tanto na área técnica como na área administrativa, um clube que tem estrutura suficiente para fazer uma grande temporada e um grande Campeonato Paranaense”, enfatizou Alemão.

Tendo jogado junto com Roberto Fonseca no Londrina, Alemão disse que o pensamento dos dois no modo de jogar são parecidos, então a transição da base para o profissional será mais fácil por isso. “Quando o Roberto [Fonseca] chegou aqui, a gente já foi conversar, pois nós jogamos juntos, a gente tem amizade e fomos conversar sobre a equipe, característica de jogo, como joga, como ele gosta que as equipes dele joguem e na verdade, bateu muito com aquilo que penso do jogo, praticamente igual o sistema de jogo dele com o que uso na equipe de base, então a gente casando essas ideias, isso também foi uma coisa que levou a diretoria a optar por mim assumir, até porque o Fonseca vai voltar para o Brasileiro, aí ele vai pegar uma equipe já em trabalho, que ele vai colocar a característica, o estilo dele, pois cada um ter o seu, apesar de serem próximas, cada um tem o jeito de tratar a coisa, mas o sistema de jogo é praticamento o mesmo. Então não teve muito trabalho, porque a cada jogo do profissional que se passava, ganhando ou perdendo, a gente sempre na beira do campo no dia seguinte, a gente trocava alguns minutos de palavra, falando do jogo, o que aconteceu, o que não aconteceu, o por que ganhou, o por que perdeu, então essas experiências de dia-a-dia, também facilitam para mim”, finalizou Alemão.

Amizade desde a época de jogadores, Alemão irá dar continuidade ao trabalho de Roberto Fonseca no Londrina, no Paranaense. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Mais detalhes da entrevista com o técnico Alemão, você confere na TV LEC.

Elenco para 2019

O Londrina se apresenta para o início da pré-temporada de 2019 no dia 3 de janeiro no CT da SM Sports. O técnico Alemão ainda deverá ganhar alguns reforços, mas já tem em mente uma base para o que será o time no Campeonato Paranaense, onde faz a estreia no dia 20 de janeiro, no Estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR), às 17h, contra o Cianorte.

Goleiros: Alan, Matheus Albino e Biagi

Laterais: Matheuzinho, Raí Ramos, Felipe e Sávio

Zagueiros: Luizão, Marcondes e Casagrande

Volantes: Germano, Anderson Leite, Rômulo e Pedro Cacho

Meio-campo: Marcinho, Igor Miranda, Matheus Olavo e Matheus Bianqui

Atacantes: Safira, Marcelinho, Wellisson, Luccas Brasil, Miullen, Anderson Oliveira e Uelber.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Cascavel CR inicia p
Meia Diego Torres av

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo