Sérgio Soares chega ao Londrina junto com dois velhos conhecidos do torcedor

O Londrina apresentou na tarde desta sexta-feira (29), Sérgio Soares, o seu novo técnico para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, sua nova comissão técnica, além de dois velhos conhecidos da torcida Alviceleste, os atacantes Paulinho Moccelin e . Além das apresentações, o dia também foi de explicações e palavras fortes do gestor do clube, Sérgio Malucelli.

Com 51 anos, o novo técnico do Londrina, Sérgio Soares foi apresentado e por ter no currículo várias “Séries B” disputadas, o treinador mostrou situações que lhe credenciaram a chegar ao Londrina. “Disputo a Série B desde 2005, tive a felicidade de subir com o Santo André em 2008, vim disputando está competição ao longo dos anos com Bahia e Ceará, sempre brigando na parte de cima e o Londrina hoje é um clube que vai buscar essa mesma situação. A gente se sente feliz em estar em um clube que vai brigar pelo acesso, a gente conhece o elenco, isso fez com que a gente tivesse a vontade de vir trabalhar no clube, já tenho um conhecido dentro da diretoria que trabalhamos juntos no Atlético Paranaense, que é o Ocimar Bolicenho, mais uma pessoa que me motivou a vir ao Londrina e retornar a uma competição que conheço bem”, afirmou o novo comandante do Tubarão.

Sobre a visão que ele teve do Londrina nas 12 primeiras rodadas, Soares pontuou aspectos positivos na equipe que tinha Marquinhos Santos como treinador. “O que eu vi nos jogos do Londrina, vi um time que tem a posse de bola, que gosta de ficar com a bola, isso é um ponto importante numa Série B. É um time que tem uma boa estatura, para a Série B é um ponto importante, vi que o Marquinhos trabalhava num 4-1-4-1, as vezes variando dentro da partida para um 4-2-3-1, isso fez que a equipe tivesse compactação”, pontuou Sérgio Soares.

Junto com Sérgio Soares (centro), chegam o seu auxiliar técnico, Denys Facincani (esq.) e para a equipe permanente, Kaio Souza (dir.). Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Junto com o técnico, chegam dois profissionais para o auxiliar no clube. O seu auxiliar técnico Denys Facincani, que trabalham juntos desde o início de carreira de Sérgio Soares como treinador. Denys foi jogador de Palmeiras, Corinthians e São Paulo. Junto a eles, chega o também auxiliar técnico Kaio Souza, que vai integrar a comissão técnica permanente do clube.

Malucelli fala de falta de ética por parte do São Bento e de Marquinhos Santos

Após a saída repentina de Marquinhos Santos, o gestor do Londrina, Sérgio Malucelli resolveu falar sobre o assunto na entrevista de apresentação de Sérgio Soares. Malucelli criticou a postura do São Bento e também do técnico Marquinhos Santos. “O episódio nos pegou de surpresa e eu não poderia deixar de falar sobre o assunto. O Marquinhos foi assediado pelo presidente do São Bento, um ato que acho muito ruim, uma falta de ética muito grande, até porque fizemos duas reuniões na CBF no final de 2017, onde foi falado em união entre os clubes. Uma total falta de ética do presidente do São Bento e por parte do treinador também por aceitar o assédio, pois ele poderia muito bem falar que estava empregado, que estava trabalhando e tem um compromisso, mas também faltou muita ética ao Marquinhos Santos e falei isso a ele numa reunião que tivemos pela manhã”, enfatizou Malucelli, que disse que as vezes a saída dele foi o melhor para o clube.

O gestor do Londrina, Sérgio Malucelli, criticou muito a postura ética do presidente do São Bento e do técnico Marquinhos Santos. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Com novo técnico, chegam velhos conhecidos do torcedor londrinense

Não foi só treinador que foi apresentado no Londrina, dois jogadores com passagens pelo clube voltaram para ajudar o Tubarão nesta Série B. Os atacantes Paulinho Moccelin, que vai para a quarta passagem pelo clube e estava no Maringá, na disputa da Série D e Jô, que defendeu o clube Alviceleste nessa mesma competição em 2016 e estava treinando separado no Juventude.

De volta ao Londrina, os atacantes Paulinho Moccelin (esq.) e Jô (dir.) querem o acesso pelo clube. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Pela quarta vez no clube, Paulinho Moccelin disse estar diferente das passagens anteriores, que o tempo que ficou longe, fez ele amadurecer e ser mais coletivo. “A experiência, poder atuar em outros clubes também, voltar com uma outra cabeça e mais maduro. O torcedor pode esperar um outro estilo de jogo, com mais tranquilidade, estou mais técnico, não estou tanto individualista, antes eu pegava [a bola] e ia para cima, hoje tenho que ajudar o grupo, isso é importante”, falou o novo “velho” reforço do Londrina.

Concorrente de Moccelin, Jô volta ao Tubarão após ser um dos atletas que mais jogaram na Série B de 2016 pelo clube e espera que o clube possa repetir aquela campanha. “Estou muito feliz por poder voltar onde fui muito bem recebido, minha família e espero poder suprir no que o treinador pedir e que no que o grupo necessitar”, comentou o atacante. Jô atuou pouco no Juventude nesta temporada, rescindiu com o clube gaúcho e acertou até o final da Série B com o Londrina.

Para o jogo deste domingo (1), contra o Sampaio Corrêa, no Estádio do Café, às 18h, pela 13ª rodada da Série B, além do técnico Sérgio Soares, Paulinho Moccelin já teve seu nome publicado no BID da CBF e estará a disposição do treinador. Para este confronto, o clube paranaense não poderá contar com o lateral-direito Reginaldo e os zagueiros Dirceu e Luizão, todos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Lucas Ramon deve ocupar a vaga na lateral e na defesa, Leandro Almeida e Lucas Costa devem formar o sistema defensivo.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Coritiba cede empate
Autor do gol na últ

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo