Segundona Paranaense começa neste sábado com dois jogos; veja os confrontos

A espera pela Segundona Paranaense terminou. Neste sábado (10), duas partidas movimentam a rodada de estreia da competição. No domingo (11), outras seis equipes dão o pontapé inicial em busca do acesso. O Redação em Campo traz um raio-x de cada jogo. Confira:

Iraty x Rolândia EC – Estádio Coronel Emílio Gomes, 10/02, às 16h30

Os primeiros confrontos da Segundona Paranaense acontecem nas regiões sudeste e central do estado. Em Irati, o Azulão recebe o REC, que conquistou o acesso ao torneio na última temporada. O time da casa fez cinco jogos-treino na pré-temporada. Foi derrotado por Atlético-PR (1 a 0), Londrina (2 a 0) e Prudentópolis (2 a 0), empatou com o Joinville (0 a 0) e venceu o Grecal (3 a 2). O comandante do Iraty é o técnico Adriano Kanaã, que acumula passagens por Santa Catarina e interior de São Paulo. O antigo treinador do Azulão, Play de Freitas, passou a integrar a diretoria de futebol do clube.

A pré-temporada do Rolândia começou em dezembro. Os testes da equipe terminaram na última terça-feira (6), em derrota para os reservas do Maringá FC, por 1 a 0. Contudo, as expectativas da direção do REC são as melhores possíveis. De acordo com os mandatários do clube, o elenco é bastante qualificado. Com isso, o foco do time do Norte do estado não é a permanência na Segundona, mas sim a conquista do segundo acesso em dois anos.

Operário x Andraus – Estádio Germano Krüger, 10/02, às 16h30

Um dos times mais badalados da Segundona é o Operário Ferroviário. O Fantasma chega como principal candidato ao acesso à elite estadual depois de conquistar o título da Série D em 2017. De quebra, o clube conseguiu manter boa parte dos jogadores que vestiram a camisa alvinegra na última temporada e realizou contratações de jogadores conhecidos, como o meia Cleyton, ídolo no Nordeste. Os resultados de pré-temporada do Alvinegro comprovam o favoritismo: em seis jogos, foram quatro vitórias (contra Atlético-PR [sub-20], FC Cascavel, Prudentópolis e Independente) e dois empates (contra Paraná Clube e Atlético-PR principal).

A aposta do Andraus é novamente em jogadores jovens. Focado na Taça FPF, o Gigante da Pedreira registrou vários jogadores com menos de 23 anos. Grande parte dos reforços são oriundos da Terceirona Paranaense e de divisões menores de São Paulo e Santa Catarina. Entre os mais experientes estão o volante Cleverson, ex-Sport Campo Mourão e o meia Márcio Damasceno, que defendeu o próprio Andraus em 2017.

PSTC x Portuguesa Londrinense – Estádio Regional Willie Davids, 11/02, às 16h

O PSTC inicia a tentativa de voltar à Primeira Divisão no domingo (11). Um empecilho para a equipe procopense é o mando de jogo: o Estádio Ubirajara Medeiros foi vetado pela Federação. Por conta disso, o Leão do Norte será obrigado a mandar sua partida de estreia no Estádio Regional Willie Davids, em Maringá. Porém, o técnico Reginaldo Vital aprovou a preparação do clube e disse que as aspirações na competição dependem da classificação para a segunda fase. A pré-temporada do PSTC teve vitória contra um futuro adversário no campeonato: 1 a 0 sobre o REC.

A Portuguesa Londrinense entra numa nova era nesta temporada. Sem o técnico Walber Knário, a Lusinha apostou na terceirização do seu departamento de futebol. A principal movimentação na pré-temporada da equipe foi a Copa Rubro-Verde, que reuniu as quatro “Portuguesas” espalhadas pelo Brasil. No entanto, o time acabou na quarta colocação, com duas derrotas. O mando da Lusinha também está comprometido: o Estádio do Café terá uso exclusivo do Londrina, e os jogos do time rubro-verde acontecerão no Estádio Olímpio Barreto, em Apucarana.

Paranavaí x Batel – Estádio Waldemiro Wagner, 11/02, às 16h30

Depois de bater na trave na disputa pelo acesso em 2017, o Paranavaí volta a campo para tentar mudar a história. A pré-temporada foi comandada pelo técnico Fernando Alcântara, e teve confrontos do Vermelhinho contra equipes amadoras. O primeiro embate foi contra a Seleção Regional Amadora da Liga de Paranavaí e terminou em 1 a 1. No segundo duelo, o ACP  goleou a seleção amadora de Itaúna do Sul por 4 a 1. O elenco do time do Noroeste conta com vários atletas contratados de equipes do interior paulista.

Outro promovido da Terceirona Paranaense é o Batel. O rubro-negro guarapuavano conseguiu a vaga na Segundona por conta da desistência do JMalucelli, que encerrou o departamento de futebol profissional. O Lobo assegurou a permanência de grande parte do elenco que disputou a terceira divisão em 2017. Destaques para o goleiro Doni e o próprio técnico Marcelo do Ó. Além disso, o Batel fez dois jogos preparatórios: vitória de 6 a 0 contra o Madeirit e empate em 1 a 1 com o Toledo.

Cascavel CR x Independente São Joseense – Estádio Olímpico Regional, 11/02, às 16h30

O objetivo do Cascavel CR é emplacar uma campanha melhor que em 2017. Instável, a Serpente tirou pontos importantes do Paranavaí na segunda fase, mas não passou da terceira colocação do grupo. Agora, o objetivo do clube é garantir o segundo representante cascavelense na elite do Paraná. O primeiro passo foi manter os destaques do ano passado. Além disso, a comissão técnica encabeçada pelo experiente Agenor Piccinin promoveu alguns atletas do sub-19 para completar o plantel.

Atual campeão da Terceirona Paranaense, o Independente seguiu a receita dos adversários e tentou segurar seus principais jogadores. Alguns dos remanescentes são o lateral Lucas Marques, o meia Lucy e os atacantes Willian e Evertinho. Entre os reforços, o destaque é o atacante Russo, que fez bons jogos com as camisas de Iraty e Batel em 2017. O técnico Ageu Gonçalves também permaneceu no clube.

Foto: Robson Vilela/Redação em Campo

Siga em:
Toledo encara Cianor
Na busca pela primei

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo