Santos e Diniz valorizam resultado devido expulsão de Thiago Heleno

Com a expulsão de Thiago Heleno ainda no primeiro tempo, o Atlético-PR ficou no empate sem gols no primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil. O Ceará que pressionou o Furacão durante todo o segundo tempo, também não conseguiu marcar. A decisão para quem avança à próxima fase será semana que vem em Fortaleza.

Diferentemente das edições passadas, não existe mais o gol qualificado, caso ocorra novo empate a decisão será nas penalidades. O Atlético-PR precisa apenas de uma vitória simples para se classificar.  A partida de volta está marcada para quinta (15) no Castelão.

Para Fernando Diniz expulsão foi absurda

Após o empate, o treinador Fernando Diniz concedeu entrevista coletiva e comentou sobre o cartão vermelho de Thiago Heleno. “A expulsão eu achei absurda. O Thiago Heleno tentou ir só na bola. Não tinha como atingir de maneira agressiva. Estava de lado. Ele alegou que foi excesso de força. Isso comprometeu muito jogo. Tivemos coisas muito positivas no jogo e outras que não foram tão boas, justamente por causa da expulsão. As chances que o Ceará teve no jogo foram todas que a gente entregou a bola no meio do caminho”, avaliou o técnico rubro negro.

Fernando Diniz destacou a luta e dedicação dos jogadores devido a inferioridade numérica. “Estou contente com o que a equipe fez, o espírito de luta dos jogadores. Ganhamos um ponto e não perdemos dois. Temos que dar méritos para uma equipe que consegue jogar com nove jogadores. Não precisamos mexer no time porque o Thiago Heleno foi expulso. Mantivemos uma linha de quatro. O Pavez fez a dupla de zaga com o Wanderson e não sofremos, absolutamente, por causa disso”, concluiu o treinador.

Expulsão prejudicou muito, diz Santos

O goleiro Santos também falou após o apito final. Para o camisa 1, foi muito prejudicial jogar com 10 em campo. “O jogo não foi da maneira que imaginamos. A expulsão no início do jogo prejudicou muito nossa equipe. Mesmo com um a menos, a equipe se comportou muito bem, conseguiu jogar, fazer boas triangulações e teve boas chances de gol. Poderíamos ter saído com um resultado positivo”, analisou Santos.

Sabendo dos pontos positivos do Ceará, o arqueiro espera realizar uma boa partida fora de casa e buscar a classificação. “O Ceará é uma equipe qualificada. Pelas circunstâncias do jogo, ficamos chateados por não conseguir a vitória. Mas o empate foi um bom resultado e temos todas as condições de fazer um bom jogo na volta e sair de lá classificados. Com certeza será um jogo duro, mas nossa equipe é madura o suficiente para chegar lá e fazer o melhor. Temos que pensar na vitória”, concluiu o goleiro.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense

Siga em:
Foz Cataratas Coriti
Recém aposentado do

Formado em jornalismo pela Uninter em 2014, com especialização em assessoria e gestão da Comunicação pela Positivo em 2016, repórter do Redação em Campo desde 2017, setorista do Atlético-PR e C.E União.

Classifique este artigo