17 de December de 2017 5:49:21

“Problema foi de empurrar para dentro, mais uma vez”, lamentou Fabiano Soares

O Atlético-PR novamente passou em branco em uma partida da Série A do Campeonato Brasileiro, a derrota por 1 a 0 diante do Avaí foi a 15ª partida em que os comandados de Fabiano Soares não conseguiram marcar gols na competição. O Furacão tem o 6º pior ataque da competição com 42 gols marcados.

Um dos fatores da pouca produtividade do setor ofensivo atleticano passa pelas constantes mudanças no comando de ataque do Furacão, novamente Fabiano Soares não conseguiu escalar o mesmo quarteto e promoveu a entrada de Matheus Rossetto, Lucas Fernandes, Pablo e Douglas Coutinho. Da vitória contra o Vasco na Arena apenas Lucas Fernandes e Coutinho estavam no ataque. A falta de entrosamento certamente vem prejudicando o Atlético-PR em fazer gols.

Outra marca negativa da campanha do Atlético-PR neste ano passa pelo desperdício das cobranças de penalidades, foi a quinta vez no campeonato que o Furacão perdeu um pênalti, na partida de domingo, Fabrício simplesmente isolou a bola de forma bisonha.

Questionado pelas escalações e substituições, Fabiano Soares creditou a derrota do Atlético-PR na conta do goleiro Douglas Friedrich. “A equipe criou, criou e criou. O goleiro deles foi o melhor, infelizmente, o problema foi de empurrar (a bola) para dentro, mais uma vez”. O Furacão termina sua participação nesta temporada domingo (03) contra o Palmeiras na Arena da Baixada e sobre a próxima partida o treinador destacou. “Temos um compromisso importante e vamos tentar cumprir da melhor maneira possível, ganhando”, frisou Soares.

Com 48 pontos o Atlético-PR não chega mais ao G7 do Campeonato Brasileiro, com uma improvável combinação de resultados o Furacão ainda pode alcançar a 9ª posição na tabela. Para isso os comandados de Fabiano Soares precisam vencer o Palmeiras, contar as com derrotas de Chapecoense e Atlético-MG e o empate entre São Paulo e Bahia, caso tudo isso ocorra, para ir a Pré – Libertadores, Grêmio e Flamengo precisam ser campeões da Libertadores e Sul-americana.

Foto: Mauricio Mano/Atlético Paranaense

 

Siga em:
Maringá FC contrata
Atlético vence Cori

<p>Jornalista, aficionado por esportes, encontrei na profissão um meio de estar mais próximo deste universo.</p>

Classifique este artigo