18 de August de 2017 7:43:22

Paraná derrota Asa nos pênaltis e está na quarta fase da Copa do Brasil

Foi no sufoco a classificação do Paraná Clube para a quarta fase da Copa do Brasil. No jogo da volta disputado nesta noite (5) no Estádio da Vila Capanema, em Curitiba, o Tricolor não conseguiu furar o bloqueio do ASA-AL, e como em Arapiraca (AL) no duelo de ida, o confronto terminou sem gols no tempo normal e a decisão da vaga para a quarta fase foi decidida nos pênaltis.

Sem erros nas cobranças, o time paranista levou a melhor e venceu o time alagoano por 4 a 1, e agora enfrenta o Vitória-BA na próxima fase da competição nacional. O primeiro jogo será em Salvador (BA), e o duelo da volta, em Curitiba.

Primeiro tempo sem gols

Precisando de gols para não passar sufoco durante a partida, o Paraná foi para cima do Asa e aos 6 minutos quase abriu o placar. Guilherme Biteco deu belo passe para Robson no lado esquerdo, o atacante ajeirou e tentou tirar do goleiro buscando o canto esquerdo, o arqueiro do Asa se esticou todo para desviar com a ponta dos dedos para escanteio. Aos 11, o time alagoano respondeu no chute forte de Airton de fora da área, mas o jogador da equipe visitante mandou para fora.

O Tricolor voltou ao ataque aos 15 minutos, e teve boa oportunidade num lance de bola parada. De longe, Guilherme Biteco cobrou a falta com perigo, obrigando o arqueiro Luís Cetin espalmar, salvando o time do Asa. Um pouco depois, aos 18, a equipe da casa teve uma falta frontal próximo a meia-lua. Renatinho foi para a cobrança, mas pegou muito em baixo e a bola subiu demais indo por cima da meta.

Também de falta, o Asa assustou com Téssio, que pegou muito bem na bola e Léo teve que ir buscar no ângulo e mandar para escanteio, aos 23 minutos. Perto do intervalo, aos 42, Guilherme Biteco ficou com a sobra no lado direito e cruzou fechado, e o goleiro do time alagoano acabou fazendo firme defesa, segurando o zero a zero no primeiro tempo.

Eduardo Brock erra pênalti e placar se mantém inalterado

Na volta para a etapa complementar, o Paraná quis o jogo e aos 7 minutos teve a sua primeira chance do segundo tempo. Na falta perto da área, Renatinho rolou para Guilherme Biteco mandar o tiro rasteiro, a bola tinha endereço, mas Leandro Kível, do Asa, apareceu bem e desviou para escanteio. A equipe de Arapiraca (AL) era veloz nos contragolpes e quase tirou o zero do marcador. Aos 21, Téssio recebeu livre na área, ajeitou e arrematou, mas Léo saiu muito bem do gol e salvou o Tricolor fazendo grande defesa.

Aos 23 minutos, o Tricolor teve excelente oportunidade tendo penalidade máxima a seu favor. Guilherme Biteco chutou de fora da área e o adversário acabou desviando com o braço, o árbitro não teve dúvidas e marcou o pênalti. Eduardo Brock pegou a bola e foi para a cobrança, mas errou mandando para fora no canto direito, desperdiçando a grande chance do jogo para o time paranista.

Nathan entrou bem no jogo no lugar de Pedro Bortoluzo e deu mais velocidade ao Paraná. Aos 30 minutos, ele recebeu na área e mandou na medida para Renatinho, que ajeitou e chutou com perigo, fazendo a bola tirar tinta do travessão. Aos 37, numa bela trama do Tricolor, Renatinho deu o passe para Felipe Alves, que levou a bola para a canhota e tentou tirar do goleiro, mandando pertinho do gol.

Tricolor não erra, Léo pega pênalti, e torcida paranista faz a festa na Vila Capanema

Como no primeiro jogo em Alagoas, o placar terminou zerado em Curitiba, e a decisão da vaga para a quarta fase da Copa do Brasil foi para os pênaltis. Robson, Diego Tavares, Leandro Vilela e Eduardo Brock marcaram para o Tricolor, enquanto o Asa desperdiçou com Airton, em que Léo defendeu, e Gaspar mandou para fora, no final, o Tricolor levou a melhor na disputa e venceu por 4 a 1.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ CLUBE 0 (4) X (1) 0 ASA-AL

Paraná: Léo; Diego Tavares, Airton, Eduardo Brock e Kaike; Jhony, Alex Santana (Leandro Vilela), Renatinho e Guilherme Biteco (Felipe Alves); Robson e Pedro Bortoluzo (Nathan).
Técnico: Wagner Lopes.

Asa: Luís Cetin; Douglas, Anselmo, André Lima e Airton; Mazinho, Juninho, Leanderson (Gaspar), Doda (Djalma) e Téssio (Júnior Mandacaru); Leandro Kível.
Técnico: Maurílio Silva.

Local: Estádio Durival de Britto e Silva (Vila Capanema), em Curitiba.
Data/Horário: 05/04/2017, às 20h30.
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ).
Assistentes: Michael Correia (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ).

Público/Renda: 6.219 pagantes / 8.011 total / R$ 172.260,00.
Cartões amarelos: Alex Santana, Renatinho, Kaike, Airton e Robson (Paraná). Mazinho, Doda, André Lima, Leandro Kível, Leanderson e Gaspar (Asa).

Siga em:
Cascavel CR perde pa
Paraná não vencia

Jornalista formado pela na Universidade Tuiuti do Paraná. Começou como estagiário em 2005 no jornal Folha de Guaratuba, onde atuou até 2007. Desde 2012 no Redação em Campo. Em 2013 passou a cobrir o Paraná Clube. Além de ser apaixonado por futebol, também acompanha vôlei, basquete, tênis e automobilismo. Voluntário da FIFA na Copa 2014.

Classifique este artigo