16 de October de 2017 9:50:12

Operário vira partida contra São Paulo-RS e garante primeiro lugar antecipado na Série D

O Operário Ferroviário conquistou um resultado importante na tarde deste domingo (18). Jogando em casa, o Fantasma virou a partida diante do São Paulo (RS) e assegurou o primeiro lugar antecipado do grupo A15 da Série D.

O placar final foi de 3 a 1, mas o Operário não teve vida fácil. Henrique abriu o placar para o São Paulo no início do jogo. Alisson empatou ainda na primeira etapa, enquanto Quirino e Peixoto completaram a virada na segunda metade do jogo.

Na próxima rodada, o Operário enfrenta o Brusque (SC). A partida, que marca o encerramento da fase de grupos da Série D, ocorre às 18h, no Estádio Augusto Bauer, em Brusque.

Zagueiro falha, se redime com gol, e equipes saem empatadas do primeiro tempo

O Operário precisava apenas de um empate para garantir a classificação na Série D. O começo, porém, não foi o esperado. Logo aos 4 minutos de jogo, Alisson tentou recuar para Simão de cabeça, mas Henrique, esperto, roubou a bola e saiu na cara do gol. O atacante apenas driblou Simão e tocou para o fundo das redes.

Um minuto depois, o Operário quase deu o troco. Danilo Baia cobrou falta na área, Athos desviou de cabeça para trás e Quirino quase completou para o gol. Antes dele chegou Deivity, que conseguiu tocar na bola para evitar o empate Alvinegro. Aos 12 minutos, quando o jogo parecia melhorar ainda mais para o São Paulo (RS), o Fantasma chegou ao empate. Em cruzamento de Peixoto, Alisson, que havia falhado no lance do gol, cabeceou. A bola desviou na zaga e balançou as redes.

Aos 15 minutos, a zaga do Operário falhou novamente. Desta vez, Diego Macedo perdeu a bola para Henrique, que finalizou, mas a bola passou à direita do gol. Um minuto depois, Jean Carlo cruzou para a área, o goleiro Deivity soltou, e Peixoto completou para o gol. O árbitro, porém, marcou falta na jogada. Com 22 minutos, Athos cobrou falta na área, Alisson conseguiu cabecear, mas a bola foi por cima do gol.

Aos 29 minutos, Lucas Batatinha fez boa jogada pela direita e cruzou. Quirino, de chapa, finalizou, mas a bola passou à esquerda do gol. Aos 39 minutos, a equipe do São Paulo cobrou falta na frente da meta de Simão. Lacerda, que estava no lance, por muito pouco não desviou para colocar os gaúchos em vantagem. O equilíbrio da partida se manteve até o final da primeira etapa, e o empate perdurou até o intervalo.

Operário vira partida e assegura o primeiro lugar

O objetivo do Operário era claro: terminar a rodada com a liderança garantida. Por conta disso, na segunda etapa, o Fantasma tentou sair mais para o jogo. No primeiro minuto do segundo tempo, Athos chutou de longe e Deivity precisou fazer boa defesa. No lance seguinte, Lucas Batatinha fez grande jogada individual e bateu cruzado. Deivity apareceu novamente para evitar o gol.

Aos 17 minutos, o Operário trabalhou jogada com perfeição. Índio roubou bola na defesa e entregou para Quirino. O atacante do Alvinegro tabelou com Lucas Batatinha e, na cara do gol, finalizou no ângulo para virar a partida. Aos 27 minutos, o São Paulo quase chegou ao empate. Henrique avançou pela esquerda e cruzou para a área. Pilões, na pequena área, completou para o gol, mas Simão fez milagre com os pés e fez a defesa. A bola ainda tocou a trave antes de sair para escanteio.

Após o gol, o Operário procurou administrar o resultado. Dione entrou no lugar de Danilo Baia para prender a bola pela esquerda, mas acabou se destacando em outro lance. Aos 35 minutos, ele cobrou escanteio na cabeça de Peixoto, que ampliou a vantagem do Fantasma.

O gol desestabilizou a equipe gaúcha. O Operário até teve uma boa chance com Jean Carlo, aos 47 minutos, mas Deivity evitou. Nada para estragar a festa da torcida alvinegra, que comemorou a vaga na segunda fase – e de quebra, o primeiro lugar do grupo A15.

 

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO 3 X 1 SÃO PAULO (RS)

Operário: Simão; Danilo Baia (Dione), Diego Macedo, Alisson e Peixoto; Chicão, Índio, Jean Carlo e Quirino; Athos e Lucas Batatinha (Sosa).
Técnico: Gerson Gusmão.

São Paulo (RS): Deivity; Anderson Feijão, Lacerda, Cleylton e Gustavo; Roberto (Roggia), Flávio (Sávio), Fred Saraiva (Neílson) e Leomir; Rafael Pilões e Henrique.
Técnico: 
Márcio Nunes.

Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR).
Data/Horário: 
18/06/2017, às 15h30
Árbitro:
Flávio Henrique Coutinho Teixeira (MG)
Assistentes: 
Sandra Maria Dawies (PR) e Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR)

Público/Renda: 2020 pagantes| 2310 total| R$33980,00.
Cartões Amarelos: Diego Macedo, Peixoto e Chicão (Operário). Pilões, Deivity e Fred Saraiva (São Paulo-RS).
Gols: Alisson, aos 12’ do 1º tempo, Quirino aos 17’ e Peixoto aos 35’ do 2º tempo para o Operário. Henrique, aos 4’ do 1º tempo para o São Paulo (RS).

Foto: Bianca Machado/Operário Ferroviário Oficial

Siga em:
Coritiba não sai do
CE União vence com

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo