19 de October de 2017 6:01:38

Jogando fora de casa, Operário vira para cima do Maranhão e fica muito perto da Série C

Operário

Pela primeira vez em sua história, o Operário Ferroviário está em vantagem nas quartas de final da Série D. Neste domingo (6), o Fantasma colocou um pé na Série C de 2018. Jogando no Estádio Castelão, em São Luís (MA), o Alvinegro virou para cima do Maranhão e venceu a partida por 3 a 1. Os gols do Operário foram marcados por Peixoto, Quirino e Índio. Mais cedo, o “Macão” havia aberto o placar com Yuri.

O resultado garante tranquilidade ao Fantasma. Na próxima partida, a equipe pode perder por até um gol de diferença para garantir vaga na Série C. O vencedor do confronto será conhecido na próxima segunda (14). A partida de volta será disputada no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

 

Fantasma sofre gol no início, mas domina primeira etapa e vira ainda nos 45 iniciais

A preparação do Fantasma durante a semana procurava fechar os espaços na defesa para impedir os ataques do Maranhão. Apesar da preocupação defensiva, o Operário buscou o ataque no início de jogo. Logo aos 2 minutos, Washington arriscou chute de fora da área, mas a bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

Aos 7, foi a vez de Lucas Batatinha finalizar, mas Rodrigo Ramos estava bem colocado e evitou o gol. O Maranhão não estava fora da partida, e tratou de mostrar isso com bastante clareza aos 8′. Após cobrança de escanteio, Yuri cabeceou forte e abriu o placar para a equipe da casa.

O gol não abalou o Alvinegro, que continuou no ataque com trocas de passes perigosas. Aos 25′, Washington recebeu a bola após cobrança de falta ensaiada e chutou, mas Rodrigo Ramos fez grande defesa para salvar o Maranhão. Quatro minutos depois, Danilo Baia fez grande lançamento na área para Lucas Batatinha. Sozinho com o goleiro, o atacante do Fantasma chutou, mas carimbou a trave.

Com 37 minutos, Lucas Batatinha novamente teve boa chance. Ele recebeu na área, girou em cima da marcação e bateu cruzado, mas Rodrigo Ramos novamente conseguiu espalmar para a linha de fundo. Na cobrança do escanteio, o Fantasma enfim balançou as redes. Athos levantou na área e Peixoto subiu mais que todo mundo para deixar tudo igual. O Fantasma não tardou para virar a partida: aos 45′, Lucas Batatinha driblou Rômulo Ferreira e cruzou rasteiro para a entrada da área. Quirino só teve o trabalho de finalizar para colocar o Operário na frente.

 

Operário se defende, amplia vantagem e garante vitória

Nada contente com a equipe do Maranhão, o técnico Ruy Scarpino promoveu duas mudanças para a segunda etapa. Rômulo Ferreira e Claison saíram para a entrada de Michel e Adauto. O Macão até voltou do intervalo com maior volume de jogo, mas tinha dificuldades em se organizar quando tinha posse de bola. A primeira boa chance da equipe da casa na segunda etapa foi aos 5′. Naoh pegou sobra na entrada da área e finalizou no canto, mas a bola foi fraca e Simão conseguiu agarrar.

A partida continuava difícil para o Alvinegro no segundo tempo. Aos 8′, Chico Bala saiu na cara de Simão, mas não foi bem na finalização e mandou na rede pelo lado de fora. O técnico Gerson Gusmão percebeu que seus comandados estavam atrás e tratou de mudar a equipe: tirou Washington e colocou Robinho. Logo no primeiro bom lance do meia, ele fez cruzamento na área e encontrou Índio. O volante do Fantasma mergulhou de cabeça, aumentou a vantagem e anotou seu primeiro gol com a camisa alvinegra.

Aos 30′, o Operário precisou e Simão apareceu. Curuca cobrou falta no ângulo e o goleiro fez grande defesa para manter o bom resultado. O Maranhão continuou com mais posse de bola, mas o Fantasma fechou a porta e segurou o resultado até o fim. A vitória deixa o Alvinegro com boa vantagem para a partida de volta do confronto.

 

FICHA TÉCNICA
MARANHÃO (MA) 1 X 3 OPERÁRIO 

Maranhão (MA): Rodrigo Ramos; Rômulo Ferreira (Michel), Ramon, Yuri e Chico Bala; Claison (Adauto), Sandro, Eloir e Curuca; Naoh e Emerson (Jonas).
Técnico: Ruy Scarpino.

Operário: Simão; Danilo Baia, Sosa, Alisson e Peixoto; Chicão, Índio (Serginho Paulista), Washington (Robinho) e Athos; Quirino (Jean Carlo) e Lucas Batatinha.
Técnico: Gerson Gusmão.

Local: Estádio Governador João Castelo (Castelão), em São Luís (MA).
Data/Horário: 06/08/2017, às 16h.
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES).
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES).

Público/Renda: 2.415 pagantes|2.598 total|R$ 44.280,00.
Cartões Amarelos:
Rômulo Ferreira, Chico Bala, Ramon e Curuca (Maranhão). Washington, Lucas Batatinha, Simão, Alisson e Robinho (Operário).
Gols: Yuri, aos 8′ do 1º tempo para o Maranhão. Peixoto, aos 38′ e Quirino, aos 45′ do 1º tempo e Índio, aos 18′ do 2º tempo para o Operário.

 

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

Siga em:
Atlético-PR segura
Coritiba derrota Cha

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo