24 de February de 2018 12:00:41

Operário vence Andraus de virada na estreia da Segundona

Robinho, do Operário, controla bola diante do marcador do Andraus.

A estreia do Operário Ferroviário na Segundona Paranaense não empolgou a torcida. O Fantasma começou mal na partida, chegou a ser sufocado pelo Andraus nos primeiros minutos e viu o Gigante da Pedreira sair em vantagem no intervalo. Porém, o técnico Gerson Gusmão fez boas mudanças na segunda etapa e o Alvinegro saiu vitorioso por 2 a 1.

Com o resultado, o Fantasma assume a liderança provisória da Segundona. O Andraus é o último colocado. Porém, a situação das duas equipes pode mudar neste domingo (11), uma vez que mais três partidas movimentam a rodada de estreia do certame. Na próxima rodada, o Operário viaja até Cornélio Procópio, onde encara o PSTC. O Andraus faz mais um jogo fora, desta vez contra o Batel.

Segundona Paranaense 2018: saiba mais sobre os clubes participantes

Andraus começa melhor; Operário com dificuldades na criação

Os primeiros minutos do jogo foram complicados para o Fantasma. O time não encontrava espaços e errava muitos passes na tentativa de criação de jogadas, e o Andraus passou a tomar gosto pelo jogo. Perto dos quinze minutos, o Gigante da Pedreira começou a ensaiar uma pressão que colocou o Alvinegro todo na defesa. Aos 24 minutos, o drama do Operário aumentou. Em jogada rápida puxada pela esquerda, Liniker chutou cruzado da entrada da área e marcou um bonito gol para dar vantagem aos visitantes.

O Operário buscou alternativas em toda a primeira etapa para marcar, mas a pontaria estava deixando a desejar. Aos 31 minutos, Peixoto lançou bola na pequena área, e Cleyton, de frente para o gol, chutou por cima. Cinco minutos depois, a zaga do Andraus afastou cruzamento e a bola sobrou limpa para Danilo Baia. O lateral tentou o arremate, mas pegou mal e mandou longe do gol. O Fantasma seguiu no ataque até o fim do primeiro tempo, mas não conseguiu buscar o empate.

Mudanças funcionam e resolvem partida para o time da casa

O Alvinegro voltou sem mudanças para a segunda etapa, e a situação continuou a mesma. Cleyton era bastante pró-ativo na partida, mas tinha dificuldades no domínio e estava errando muitos passes. Aos dez minutos, o técnico Gerson Gusmão detectou o problema e fez duas mudanças: tirou Cleyton e Robinho para as entradas de Schumacher e Anderson Paraíba.

As substituições deram novo fôlego para o Operário. Em cinco minutos, o time já havia finalizado duas vezes e conquistado dois escanteios. E foi numa destas cobranças que o empate saiu. Após escanteio cruzado na área, a bola caiu nos pés de Sosa, que puxou para a linha de fundo e cruzou rasteiro. O centroavante Schumacher disputou com a zaga e empurrou para o gol.

A pressão alvinegra continuou por boa parte do segundo tempo. Mesmo assim, o Fantasma ainda estava com dificuldades para encontrar uma finalização perigosa. Isso perdurou até os 36 minutos. Numa boa trama ofensiva do Fantasma, Schumacher rolou para Anderson Paraíba, que fintou o marcador, puxou para o meio da área e bateu de bico, tirando do goleiro Ravel. A festa estava armada em Vila Oficinas.

O Andraus partiu para o ataque no desespero para buscar um ponto, mas a linha defensiva do Operário se organizou e fechou a porta para os jogadores adversários. Ao final de jogo a torcida do Alvinegro ainda aproveitou para provocar o goleiro Ravel, ex-jogador do clube em 2017, e que chegou a discutir com os jogadores do elenco operariano.

Foto: Maykon Lammerhirt/Operário Ferroviário Oficial

Siga em:
Iraty e REC ficam no
Maringá FC empata e

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo