18 de November de 2017 7:04:06

No encerramento da Segundona, Portuguesa Londrinense alcança empate tardio contra Operário

O jogo não valia mais nada para as equipes envolvidas. Reflexo disso foram as atuações de Portuguesa Londrinense e Operário pela Segundona Paranaense. Em jogo de poucas chances, o Fantasma aproveitou a única finalização da primeira etapa para abrir o placar com Vandinho. No apagar das luzes, aos 47 minutos da segunda etapa, Gabriel bateu cruzado e selou o empate em 1 a 1. O resultado garantiu o único ponto da Lusinha na segunda fase do campeonato. O Fantasma, que era favorito ao acesso, terminou no modesto terceiro lugar do grupo, com seis pontos.

Única finalização dá vitória parcial ao Operário

A partida não valia mais nada para as duas equipes, que iniciaram o jogo com times mistos. Nos bancos de reservas, três atletas para cada lado. A Lusinha apostou nos jogadores de sua equipe sub-19, vice-líder do Paranaense da categoria. O Fantasma foi com os atletas que não vinham sendo aproveitados. A Portuguesa reconheceu a falta de ritmo de jogo dos atletas alvinegros, e controlou as ações no início da partida. Apesar disso, nenhum das equipes criava chances, e o jogo seguia parado no meio de campo.

Aos 28 minutos, na primeira finalização efetiva, o Fantasma foi feliz. Acácio carregou a bola até a linha de fundo e cruzou para o centro da área. Vandinho, artilheiro do Operário na Segundona, completou para o gol e colocou a equipe visitante na frente. Apesar do gol, ambas as equipes seguiam com dificuldades de criar jogadas. Até o intervalo, o placar não se alterou.

Lusinha arranca o empate no fim de jogo

A segunda etapa não trouxe um jogo melhor que a primeira. Os times se estudavam bastante, e as jogadas demoravam a aparecer. Aos 17 minutos, o Fantasma criou boa jogada com Lisa. O lateral fez bom passe para Vandinho, mas o autor do primeiro gol do Operário não conseguiu repetir o feito da primeira etapa e perdeu chance incrível.

A equipe visitante conseguiu acertar as peças e as jogadas começaram a aparecer. Aos 27 minutos, Dione saiu na cara do gol e finalizou, mas Fabrício fechou bem o ângulo e conseguiu evitar. Aos 35, Dione novamente finalizou bem, para outra grande defesa do goleiro Fabrício. A Lusinha quase encontrou o empate aos 45 minutos da segunda etapa. Em cruzamento para a área, Hotts cabeceou e a bola passou tirando tinta da trave. Aos 47 minutos, porém, a Lusinha deixou tudo igual. Gabriel pegou sobra na área e bateu cruzado para assegurar o único ponto da Portuguesa Londrinense na segunda fase.

 

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA LONDRINENSE 1 X 1 OPERÁRIO 

Portuguesa Londrinense: Fabricio; Tutu, Gustavo, Jadson e Abner (Hotts); Alemão, Gabriel, Anderson e Rondonópolis (Cambé); Moura e Wendell.
Técnico: Walbert Knário.

Operário: Ravel; Lisa, Diego Macedo, Dipão e Acácio; Alexandre, Gabriel, Daisson (Juninho) e Dione (João Vitor); Murilo e Vandinho.
Técnico: Joel Preisner.

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR).
Data/Horário: 05/07/2017, às 15h30.
Árbitro: Rodrigo Milani Rosin.
Assistentes: Wagner Junior Bonfim Ledo e Ideidy Henrique Costa.

Público/Renda: não divulgado.
Cartões Amarelos: Tutu (Portuguesa Londrinense). Diego Macedo (Operário).
Gols: Gabriel, aos 47′ do 2º tempo para a Portuguesa. Vandinho, aos 28′ do 1º tempo para o Operário.

Foto: Bianca Machado/Operário Ferroviário Oficial

Siga em:
Marcelo do Ó é anu
Com promoção de in

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo