Londrina é campeão da Copa da Primeira Liga 2017

A Taça da Copa da Primeira Liga 2017 é do Londrina Esporte Clube. O Tubarão recebeu o Atlético-MG na noite desta quarta-feira (4) no Estádio do Café em Londrina na final da competição nacional. Com um jogo bastante movimentado, porém, com placar fechado no tempo regulamentar, o LEC foi para a decisão nos pênaltis e se consagrou campeão por 4 a 2, com destaque para o goleiro César que defendeu duas cobranças do Galo.

O Londrina EC é campeão da Primeira Liga em uma campanha invicta obtendo quatro vitórias e dois empates na competição, terminando como primeiro colocado do Grupo D, eliminando Fluminense, Cruzeiro e Atlético-MG na fase mata-mata.

Mais de 15 mil pessoas estiveram no Café. Foto: Robson Vilela/Redação em Campo

Londrina na pressão, mas nada de gols

A bola rolou e a torcida do Tubarão cantou das arquibancadas impondo pressão. No gramado, o Londrina iniciou com bastante marcação não dando espaços para o Atlético-MG. Apesar da movimentação, os primeiros minutos foram de certo equilíbrio. Aos 7 minutos, boa chegada do Galo com Alex Silva. Ele conseguiu levar até a linha de fundo, tentou o cruzamento e a bola acabou com o goleiro César.

O jogo seguia em bom ritmo e aos 13′ mais uma boa chegada dos visitantes. Cazares lançou para Fred, Edson Silva tirou de cabeça, no rebote Elias chutou em cima de frente, num bate e rebate, mas a defesa do Londrina afastou o perigo. Na sequência, Ayrton foi tocado por Felipe Santana e caiu na área, mas a arbitragem entendeu como lance normal de jogo. A torcida ficou na bronca pedindo pênalti.

Com o passar dos minutos, o Londrina foi crescendo na partida e teve duas boas oportunidades de abrir o marcador. Aos 18′, Rômulo ajeitou e bateu cruzado num belo lance, mas a bola acabou saindo à esquerda do goleiro Victor. Já aos 25 minutos, Negueba soltou a bomba de fora da área e Victor espalmou para escanteio em outro lance bonito para a alegria da torcida que não parava de incentivar o Tubarão.

O jogo diminuiu o ritmo naturalmente, porém o Londrina teve mais presença, arriscando mais. O Atlético-MG teve uma tentativa aos 41′ com Valdívia chutando forte de fora da área, mas a bola saiu em linha de fundo. Aos 43′, mais uma vez Valdívia ia ficando com chance de finalização, mas o jogador caiu na área na disputa da bola. Muita reclamação por pênalti pelos atletas do Galo. Final de primeiro tempo sem gols no Café.

Atlético-MG volta melhor, mas decisão do título segue para os pênaltis

As equipes voltaram do intervalo sem alterações. E logo nos minutos iniciais, os visitantes demonstraram uma nova postura em campo. Aos 5 minutos, contra-ataque rápido do Galo com Robinho descendo pela esquerda, cruzamento para área, mas a defesa do Londrina conseguiu tirar para escanteio. Por alguns minutos o Atlético insistiu no ataque e teve ainda cobrança de escanteio com Valdívia arriscando um gol olímpico.

Com o Atlético-MG construindo mais oportunidades, o Londrina só voltou a assustar aos 20 minutos. Após lançamento, Arthur dominou no peito, girou e foi para a finalização, mas a bola acabou batendo no adversário e saiu em linha de fundo.

Depois de alguns minutos sem grandes emoções, o LEC voltou ao ataque aos 34 minutos com Jardel tentando para Carlos Henrique, mas o goleiro Victor conseguiu afastar o perigo. Sem mais tentativas e com as equipes também já demonstrando desgaste, a decisão do título seguiu para a cobrança de penalidade máxima.

Londrina é campeão!

Na cobrança de pênaltis, o Londrina venceu por 4 a 2, com destaque para o goleiro César que defendeu as cobranças de Clayton e de Rafael Moura. O Tubarão anotou com Jumar, Edson Silva, Ayrton e Dirceu.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA (4) 0 X 0 (2) ATLÉTICO-MG

Londrina: César; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Jumar, Rômulo (Marcinho) e Jardel; Negueba, Artur e Carlos Henrique (Safira).
Técnico: Cláudio Tencati.

Atlético Mineiro: Victor; Alex Silva, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Valdívia (Clayton), Robinho e Cazares (Marlone); Fred (Rafael Moura).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data/ Horário: 04/10/2017, às 21h45
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Carlos Berckenbrok (SC) e Rafael da Silva Alves (RS).

Público/Renda: 15.735 pagantes/17.003 total/R$ 383.920,00
Cartões amarelos: Ayrton, Negueba, Jardel (Londrina). Adilson (Atlético-MG).

Foto: Robson Vilela/Redação em Campo

 

Siga em:
Equipes paranaenses
De mero convidado à

CEO & Founder do Redação em Campo. Jornalista pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), especialista em Marketing pela PUC-PR e Internet Journalism (London School of Journalism). Mestranda em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atualmente, professora nos cursos de Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná. Curitibana, rock n' roll, viciada em futebol de segunda divisão, fã de tecnologia e do Millonarios FC.

Classifique este artigo