Londrina derrota o Desportivo Brasil-SP nos pênaltis e avança na Copa São Paulo

De novo foi emocionante a classificação do Londrina, que derrotou nas penalidades o Desportivo Brasil (SP), em Porto Feliz (SP), no Estádio Ernesto Rocco, na tarde deste sábado (13), pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. No tempo normal, 3 a 3 com dois gols de Miullen e um de Anderson e nas cobranças de pênaltis, 5 a 3 para o Tubarãozinho. Agora o clube paranaense já sabe quem será seu adversário, o Vitória (BA), ainda sem data e local confirmados.

Londrina sofre gol cedo, mas vira ainda na primeira etapa

Time que derrotou na primeira fase, o Desportivo Brasil novamente esteve no caminho do Tubarãozinho, para não se repetir o resultado do Grupo 14, o clube de Porto Feliz abriu o placar logo aos 2′, o lateral-direito Luis Gustavo roubou a bola sobre a linha lateral, limpou de dois marcadores, invadiu a área e bateu no alto, sem chances para Biagi. Cinco minutos depois, Thiaguinho bateu escanteio, Edson subiu sozinho e testou para baixo, o arqueiro do Londrina fez a defesa.

Aos 12 minutos, Uelber ganhou na dividida, puxou ataque do lado direito e não pegou bem no chute. Com 16′, Léo acionou Arthur pela direita, o atacante cruzou rasteiro, Biagi tocou na bola e ela saiu pela lateral. No lance seguinte, Thiaguinho cobrou falta da intermediária na cabeça de Edson, que testou firme e junto a trave, Biagi fez uma ótima defesa, jogando para escanteio. Aos 18′, Anderson armou contra-ataque, lançou para Miullen, que ganhou na corrida, deixou Edson para trás, invadiu a área pelo lado esquerdo e tirou do goleiro Gustavo, para empatar o jogo.

Depois de 16 minutos, a virada do Tubarãozinho, a defesa afastou o perigo, o último homem do Desportivo Brasil, que era Marcelo, falhou e Miullen ganhou na corrida, driblou o goleiro e bateu firme para colocar o Alviceleste na frente do marcador. Cinco minutos após o gol, Marcelo cobrou falta frontal, no canto direito de Biagi, que caiu e espalmou para fora da área.

Com 41 minutos, Romulo desceu pela direita e cruzou rasteiro para dentro da área, Rodrigo apareceu e bateu por cima da meta do Londrina. No minuto seguinte, Luis Gustavo cobrou escanteio, Rodrigo apareceu sozinho na entrada da pequena área e testou para o chão, a bola quicou e tocou o travessão de Biagi e depois saiu.

Tubarãozinho aumenta, sofre o empate no final e a decisão fica para os pênaltis

A primeira boa chegada do segundo tempo foi aos 7′, Thiaguinho acionou Rodrigo na entrada da área, ele girou em cima de Zé Pedro e bateu mascado na bola, ela passou à direita de Biagi. No lance seguinte, Luquinha lançou para Anderson, que fintou o zagueiro, puxou para a perna direita e bateu no canto direito de Gustavo, aumentando o placar para o clube paranaense.

Com 19 minutos, João Victor cobrou escanteio fechado do lado direito, a defesa não afastou e Léo Carneiro desviou no canto de Biagi, diminuindo o jogo no Estádio Ernesto Rocco. Cinco minutos depois, novamente João Victor cobrou falta do lado direito, a bola passou por todo mundo dentro da área e saiu pela linha de fundo. Aos 36′, Lucas chegou a linha de fundo do lado esquerdo, cruzou na área e Rodrigo apareceu cabeceando por cima do gol.

Com 39 minutos, o Desportivo Brasil pressionava o Londrina, Daniel recebeu na ponta direita e cruzou na medida para Rodrigo, que perto da marca do pênalti, tentou um voleio e a bola passou perto do gol de Biagi. Três minutos depois, uma boa trama do ataque do clube paulista, bola de pé em pé, até a infiltração de Luis Gustavo do lado direito e sofreu o pênalti de Juan. Na cobrança, Marcelo bateu firme no lado direito alto de Biagi, que caiu no outro canto, empate do Desportivo Brasil. Antes do final da partida, o zagueiro Edson, do clube da casa foi expulso por tentar dar uma cabeçada em Higor, do Londrina.

Novamente Biagi defende uma cobrança e o Tubarãozinho avança às oitavas de final

O goleiro Biagi defendeu seu segundo pênalti na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Novamente a vaga para o Londrina foi definido na marca da cal. O Londrina começou batendo com Anderson, que deslocou o goleiro Gustavo e bateu no alto do lado direito, fazendo 1 a 0 Londrina. Marcelo que converteu no tempo normal, foi o primeiro a cobrar pelo Desportivo Brasil e Biagi fez ótima defesa, no canto direito. Felipe também tirou o goleiro da foto e aumentou para o Tubarãozinho. Daniel Lotti bateu no cantinho direito de Biagi, que pulou para o outro canto, 2 a 1. O zagueiro Zé Pedro, com grande categoria bateu no canto alto esquerdo de Gustavo, que caiu para o lado direito. Lucas foi para a cobrança e tirou Biagi do lance, batendo do lado esquerdo da meta. JP bateu no cantinho direito de Gustavo, que acertou o canto, mas não conseguiu fazer a defesa. João Victor bateu no canto direito de Biagi, que tentou a defesa no lado esquerdo. O artilheiro Miullen foi para a última cobrança, bateu no canto esquerdo e selou a classificação do Londrina vencendo por 5 a 3.

FICHA TÉCNICA
DESPORTIVO BRASIL X LONDRINA

Desportivo Brasil: Gustavo; Luis Gustavo, Léo Carneiro, Edson e Lucas; Marcelo, Romulo, Pará (Daniel Lotti) e Thiaguinho (João Victor); Arthur (Vitinho) e Rodrigo (Márcio Vinícius).
Técnico: Edson Paulista.

Londrina: Biagi; Matheuzinho (Alysson), Zé Pedro, Igor Mendes e Felipe; Higor, Zandona e Luquinha (Juan); Uelber (JP), Anderson e Miullen.
Técnico: Alemão.

Local: Estádio Ernesto Rocco, em Porto Feliz (SP)
Data/ Horário: 13/01/2018
Árbitro: Humberto José Júnior (SP)
Assistentes: Marcelo Ferreira da Silva (SP) e Marcos de Andrade Rossi (SP)

Cartão amarelo: Matheuzinho, Felipe e Anderson (Londrina)
Cartão vermelho: Edson (Desportivo Brasil)
Gols: Luis Gustavo aos 2′ do 1º tempo, Léo Carneiro aos 19′ do 2º tempo e Marcelo aos 43′ do 2º tempo (Desportivo Brasil); Miullen aos 18′ e 34′ do 1º tempo e Anderson aos 8′ do 2º tempo (Londrina).

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Paranavaí apresenta
Faltando sete dias p

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo