Guilherme marca, Santos defende mais um pênalti e classificam Atlético-PR

Santos defendeu o terceiro pênalti na temporada e garante a presença do Atlético-PR na Copa do Brasil. O Furacão conseguiu superar a falta de ritmo, lesões e cãibras para vencer o Ceará por 6 a 5 nas penalidades. No tempo normal com gol do meia Guilherme, o rubro negro empatou em 1 a 1.

Nos primeiros 15 minutos de jogo a equipe de Fernando Diniz dominou a partida. Mas depois de abrir o placar, o Furacão foi pressionado pelo Ceará, e logo sofreu o gol de empate. O rubro negro perdeu  três jogadores por lesão, Wanderson, no primeiro tempo, Jonathan, no intervalo e Raphael Veiga na etapa final. Outros atletas sentiram desconfortos durante a partida mas continuaram na base do sacrifício.

Para Guilherme espírito de grupo garantiu classificação

Além de perder os três atletas durante a partida, o Atlético-PR não contou com outra trinca de jogadores. Thiago Heleno, suspenso, Bergson, lesionado e Felipe Gedoz, liberado para resolver questões particulares. O meia Guilherme autor do gol do rubro negro no primeiro tempo dedicou a classificação a seus companheiros.

“Foi um jogo com situações que não são de costumes. Substituições necessárias. Mas para classificar da forma que foi, precisava de espírito de grupo, de não ter vaidade. E isso aconteceu. Estamos nos tornando uma família a cada dia e a cada jogo. Jogamos não só por nós, mas pelos atletas que não puderam estar aqui. Se não tivéssemos dado algo a mais, não conseguiríamos a classificação. O coletivo foi muito importante para esse resultado”, afirmou Guilherme.

Durante a entrevista coletiva o meio campista destacou a importância da classificação e o trabalho do técnico Fernando Diniz. “Não podemos desmerecer a forma que foi a classificação. Soubemos jogar de acordo com as dificuldades. Com os jogadores que saíram, com o forte calor e com a frieza de todos nas cobranças dos pênaltis. Foi uma classificação gigante, sem esquecer do jogo em Curitiba, que jogamos com um jogador a menos. Fomos um time unido e aguerrido. Nos treinamentos ele (Fernando Diniz) cobra muito. E se não fosse essa cobrança, não suportaríamos os jogos que estamos fazendo. Estamos nos adaptando cada vez mais com a forma de trabalho e estamos no caminho certo. Vamos seguir com foco e humildade”, concluiu o camisa 17.

O Atlético-PR só saberá seu adversário na Copa do Brasil na segunda feira. Na sede da CBF, será realizado sorteio para os confrontos e mandos de jogo.  Além do Furacão, passaram de fase Internacional, Avaí, Goiás, Ponte Preta, São Paulo, Vitória, Atlético-MG, Ferroviário e Náutico.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense

Siga em:
Se você gosta de es
São Joseense vence

Formado em jornalismo pela Uninter em 2014, com especialização em assessoria e gestão da Comunicação pela Positivo em 2016, repórter do Redação em Campo desde 2017, setorista do Atlético-PR e C.E União.

Classifique este artigo