Guilherme e Rossetto marcam e classificam Furacão na Copa do Brasil

Na noite desta quinta feira (19), o Atlético-PR foi a São Paulo enfrentar o tricolor paulista para definir seu futuro na Copa do Brasil. Com a vitoria no jogo de ida, o Furacão entrou em campo com a vantagem do empate. Com a volta de alguns jogadores poupados contra a Chapecoense, Fernando Diniz não contou com Jonathan que ficou no banco de reversas.

Furacão saiu atras no placar, mas com Guilherme e Matheus Rossetto encontrou o empate e o placar de 2 a 2 colocou o Atlético-PR na oitava de finais da Copa do Brasil.

Atrás no placar

Mesmo com a vantagem, o rubro negro entrou com a tática de manter seu ritmo e característica de jogo, trocando passes e buscando a posse de bola e ataque. Já o São Paulo, precisando do resultado, também buscava seu gol e jogadas ofensivas. A primeira chegada com perigo foi do tricolor com Petros, o volante recebeu aos cinco minutos bola dentro da área de Valdívia, mas na finalizou para fora.

A melhor chance do Atlético-PR abir o placar foi somente aos 17 minutos, Nikão arriscou de fora da área e o goleiro Sidão precisou fazer a defesa em dois tempos. Mas quem balançou as redes pela primeira vez foi o São Paulo. Aos 25 minutos, o tricolor chegou ao seu gol com Valdivia. O atacante recebeu de Nenê, girou em cima de Thiago Heleno e finalizou no angulo direito de Santos. E o tricolor chegou ao seu segundo gol ainda na primeira etapa. Nenê aproveita vantagem e conta com desvio no Thiago Heleno para balançar as redes no Morumbi.

Apesar de manter o seu modo de jogo, o Furacão foi apático no primeiro tempo, sentiu o primeiro gol e não conseguia completar suas jogadas. Mas o Atlético-PR teve uma penalidade a favor, pois Lizieiro desviou com braço no cruzamento de Camacho, Guilherme cobrou com perfeição, devolvendo o rubro negro na partida.

Rossetto empata e classifica Furacão

O Atlético-PR chegou ao empate logo no começo do segundo tempo. Bela jogada de Pablo e Guilherme, a bola sobrou para o camisa 92 que encontrou Matheus Rossetto, no segundo pau, que com o gol vazio empatou a partida. O São Paulo quase conseguiu a vantagem no placar mas Santos fez verdadeiro milagre para salvar o Furacão.

O gol fez o rubro negro dominar a partida. Já o São Paulo desorganizado tentava chegar ao ataque, mas os atletas paulistas sentiram o ritmo de jogo. Pelo lado do Atlético-PR, Fernando Diniz, colocou José Ivaldo no lugar do amarelado Pavez. A entrada do zagueiro deu mais segurança para o Furacão, que em alguns contra ataques teve oportunidades para virar a partida.

Com o empate em 2 a 2 o Atlético-PR segue na Copa do Brasil. Agora o Furacão vai a oitava de final da competição. Nesta fase, o rubro negro se juntará as equipes que disputam a Libertadoes, o campeão da Série B, Copa do Nordeste e Copa Verde.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2X2 ATLÉTICO-PR

São Paulo: Sidão; Éder Militão, Arboleda e Rodrigo Caio; Régis, Jucilei, Petros (Lucas Fernandes)  e Liziero; Nenê, Valdívia (Cueva) e Tréllez (Diego Souza).
Técnico: Diego Aguirre

Atlético-PR: Santos; Pavez (José Ivaldo), Paulo André e Thiago Heleno; Matheus Rossetto (Deivid), Lucho Gonzalez, Camacho e Thiago Carleto; Guilherme (Ribamar), Nikão e Pablo
Técnico: Fernando Diniz

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 19/04/2018 às 19h15
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

Público|Renda: 27.812 (total)| R$ 850.813,00
Cartão amarelo: Guilherme, Lucho González e Pavez (Atlético-PR)
Cartão vermelho:
Gols: Valdívia aos 25′  e Nenê aos 35′ do 1º tempo para o São Paulo; Guilherme aos 40′ do 1º tempo e Matheus Rossetto aos 5′ do 2º tempo para o Atlético-PR.

Siga em:
Eduardo Baptista diz
Perto da estreia do

Jornalista, aficionado por esportes, encontrei na profissão um meio de estar mais próximo deste universo.

Classifique este artigo