“Foi o pior jogo nosso”, afirma Ricardinho após derrota para o Coritiba

O Londrina não teve nos seus melhores dias diante do Coritiba, no último sábado (10), onde perdeu por 3 a 0, no Estádio do Café, local que não perdia há 14 jogos, desde a virada de turno da Série B de 2017. Para o Coritiba, um jejum de cinco anos foi quebrado, sua última vitória sobre o Tubarão no norte paranaense aconteceu em 2013, em um jogo cheio de polêmica. A última derrota por uma vantagem maior de gols para o Coritiba aconteceu em 2008, 2 a 0 para o clube curitibano. O técnico Ricardinho espera uma melhora da equipe para os próximos jogos.

O treinador do Londrina avaliou este jogo como o pior do Alviceleste até agora sob seu comando, em seis partidas. “Foi o pior jogo nosso, sem dúvida nenhuma. Lógico que estamos em um momento de construção de equipe, não tem nada definido. Como disse à vocês, nós não tínhamos perdido ainda, nem por isso, nós não estávamos só satisfeitos como acomodados em relação a nossa produtividade”, foi a avaliação de Ricardinho.

O zagueiro Luizão, que fez um dos mais importantes gols da história do Tubarão, que colocou o time de volta à Série B e teve passagem em 2017 pelo adversário do sábado, disse que ainda não digeriu a derrota. “Não sei todos os meus companheiros, mas eu não digeri! Era um confronto em que eu queria muito e esperava que nossa equipe mudasse um pouco de atitude e fosse um pouco mais firme, mas aconteceu que nosso jogo não encaixou e há dias que as coisas não dão certo”, afirmou o zagueiro Alviceleste.

O beque também acredita que o Tubarão subestimou o time do Coritiba, pela fase ruim que o adversário estava passando. “Na minha opinião, acho que nossa equipe subestimou a equipe do Coritiba, achamos que ganharíamos de qualquer jeito. O professor [Ricardinho] alertou a gente antes do jogo ‘olha, vamos ter cuidado, o time deles está mordido pelo fato de muitas criticas da imprensa por parte do time do Coritiba’. Acho que nossa equipe entrou a baixo daquilo que temos que entrar, faltou cada um entrar mais ligado, mais firme”, finalizou o zagueiro do Londrina.

Para o atacante Carlos Henrique, o mais importante foi que o grupo sentiu a derrota contra o Coritiba e vai trabalhar mais forte para as próximas partidas. “O mais importante de tudo isso foi que o grupo sentiu, sentiu o baque, sentiu a derrota. Agora é voltar aos trabalhos, voltar tudo como era antes e tentar fazer um grande jogo contra o FC Cascavel”, enfatizou o autor de dois gols nesta temporada de 2018.

Próxima rodada

O próximo compromisso da equipe comandada por Ricardinho é nesta quarta-feira (14), às 21h45, em Cascavel, contra o FC Cascavel, no Estádio Olímpico. Uma simples vitória garante a classificação do Tubarão para as semifinais da Taça Dionísio Filho do Campeonato Paranaense. Se empatar ou perder, vai depender de resultados para obter a classificação.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Para Vital, PSTC est
Foz Cataratas Coriti

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo