18 de November de 2017 10:12:09

Foco na defesa garante ao Operário a terceira melhor campanha da Série D

A defesa do Operário vem tendo grande destaque na Série D do Campeonato Brasileiro. Ao fim da segunda fase da competição, o Fantasma totaliza apenas quatro gols sofridos e segura o posto de melhor defesa da competição. A média de um gol sofrido a cada dois jogos mostra a importância do foco defensivo no esquema montado por Gerson Gusmão. Além disso, num torneio mata-mata, não sofrer gols em determinados jogos é fundamental. Todos estes fatores reunidos ajudam a colocar o Operário na terceira colocação geral da Série D.

A qualidade defensiva não é novidade em Vila Oficinas. Ainda em 2017, a defesa alvinegra teve estatísticas surpreendentes também na Segundona Paranaense. Na primeira fase do estadual, o Fantasma sofreu apenas um gol. De quebra, o goleiro Simão bateu um recorde no clube: 527 minutos sem sofrer gol, a maior invencibilidade da história recente (2004-2017) do Operário. Apesar disso, na segunda fase do estadual, o time não repetiu o bom desempenho, e acabou sofrendo oito gols em seis jogos.

Contudo, as estatísticas também revelam o ponto fraco do Alvinegro. Dos quatro gols sofridos, três foram a partir de bolas aéreas. Contra a Desportiva Ferroviária (ES), o gol sofrido foi em cobrança de escanteio. Na coletiva de imprensa após a partida, o técnico Gerson Gusmão assumiu que as bolas paradas têm sido o foco de análises antes dos jogos. “Hoje tomamos o gol que há duas semanas venho passando para os atletas. Ontem o vídeo foi exclusivamente em relação à esta bola de escanteio no primeiro pau e a gente acabou falhando. Mas, faz parte”.

Importância em campanhas recentes

O bom trabalho na defesa também foi notado em outras campanhas recentes do Fantasma. Na trajetória do título estadual de 2015, o Operário teve como característica a forte marcação. Na fase de mata-mata da competição, o Alvinegro sofreu apenas um gol em seis jogos. Na época, o atual técnico Gerson Gusmão era auxiliar de Itamar Schülle, então treinador da equipe. Na campanha do título da Taça FPF de 2016, quando Gersinho já era o comandante, o Fantasma novamente teve atuação defensiva impecável. Ao todo na competição, a equipe sofreu apenas cinco gols em dez jogos.

 

Siga em:
Coritiba perde para
Coritiba é eliminad

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo