17 de October de 2017 1:41:03

Em noite de protestos, Atlético-PR é derrotado em casa pelo Atlético-MG

A noite deste domingo (1) foi marcada por protestos dentro e fora da Arena da Baixada. Fora do Estádio, uma organizada contestava a decisão da direção do Furacão, que impedia a entrada de parte da torcida. Em campo, o desempenho do Atlético-PR não foi satisfatório. A equipe comandada por Fabiano Soares foi derrotada pelo Atlético-MG por 2 a 0 e perdeu a chance de se aproximar da zona de classificação para a Libertadores. A vitória do Galo foi construída com dois gols de Robinho.

Com o resultado, o Furacão permaneceu na oitava posição do Campeonato Brasileiro, com 34 pontos – cinco a menos que o Flamengo, sétimo colocado. Na próxima rodada, o Atlético-PR tem um novo duelo de “xarás”. O Furacão enfrenta o Atlético-GO na quarta-feira (11). A partida também será na Arena da Baixada.

Fucarão pressiona, mas bola parada coloca adversário em vantagem

Buscando engrenar uma sequência para se aproximar das primeiras posições do Campeonato Brasileiro, o Furacão pressionou bastante o Atlético-MG nos minutos iniciais. A primeira boa chance veio aos 6 minutos. Lucas Fernandes ganhou da defesa e cruzou. Pablo, que vinha de trás tentou um voleio, mas não chegou a tempo e a zaga efetuou o corte. Aos 14 minutos, Jonathan fez boa jogada pela direita e bateu cruzado, mas Victor conseguiu fazer a defesa com segurança.

Mesmo pressionando o adversário, o Furacão vinha sofrendo com investidas do Galo. Aos 21 minutos, não teve jeito. Valdívia cobrou escanteio na área e Thiago Heleno cortou parcialmente, mas a bola caiu limpa para Robinho. O atacante dominou, chutou forte e colocou os visitantes na frente.

Após o gol, protestos da torcida do Atlético-PR ecoaram pela Arena da Baixada. Os torcedores pediam veementemente a entrada de Felipe Gedoz. Em campo, o jogo ficou bastante parado. Leonardo Silva se chocou com Ribamar, teve um sangramento e precisou ser atendido por um período mais longo. As chances foram ficando cada vez mais raras, e o placar não foi alterado até o intervalo.

Furacão perde chances e vê adversário ampliar

A torcida pediu, o treinador atendeu. Fabiano Santos tirou Pablo e colocou Felipe Gedoz na partida. O Furacão esboçou uma melhora, mas estava longe de suas melhores atuações. O início de segundo tempo foi calmo, sem grandes chances.

O Atlético-PR somente se encontrou na metade da segunda etapa. Aos 21 minutos, Felipe Gedoz bateu falta direto para o gol, e a bola passou muito perto do gol defendido por Victor. Aos 28, Gedoz novamente apareceu com perigo. Ele arriscou da entrada da área e obrigou Victor a fazer um milagre para evitar o empate da equipe da casa.

O Furacão novamente foi infeliz ao desperdiçar as chances. Aos 37 minutos, Thiago Heleno sai errado e entrega a bola nos pés de Cazares. O meia puxou a marcação para a beirada e encontrou Robinho no meio, que deslocou Weverton para ampliar o placar. Mesmo após o gol, o Atlético-PR não conseguia reagir. A saída foi segurar o resultado para evitar um resultado ainda pior.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 0 x 2 ATLÉTICO-MG

Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Fabrício; Pavez, Rosseto, Guilherme (Matheus dos Anjos) e Pablo (Felipe Gedoz); Ribamar e Lucas Fernandes (Sidcley).
Técnico: Fabiano Soares.

Atlético-MG: Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Elias, Cazares e Valdívia (Otero); Robinho (Clayton) e Fred (Rafael Moura).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Horário: 01/10/2017, às 19h
Árbitro: Wagner Reway (FIFA-MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MT) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)

Público/Renda: 13177 total|R$ 187030,00
Cartões Amarelos: Ribamar (Atlético-PR). Robinho, Elias, Alex Silva e Victor (Atlético-MG).
Gols: Robinho, aos 21′ do 1º tempo e aos 37′ do 2º tempo para o Atlético-MG.

Foto: Fabio Wosniak/Atlético-PR Oficial

Siga em:
Quartas de final da
Na Arena da Baixada,

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo