19 de September de 2017 5:11:48

Em clássico quente, Atlético-PR e Coritiba empatam na Arena da Baixada

Atlético-PR e Coritiba se enfrentaram na manhã deste domingo (10) pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e empataram em 1 a 1. O Coxa abriu o placar no primeiro tempo com Werley, já aos 40′ da etapa final o Furacão igualou com Felipe Gedoz, em cobrança de pênalti. O Rubro-negro ainda perdeu uma penalidade com Nikão, que acertou a trave quando a partida ainda estava 0 a 0.

Com o empate, o Furacão pulou para sexta colocação com 31 pontos e o Coxa para 14º com 27, mas os dois times podem perder posições com o complemento da rodada. Na próxima rodada o Atlético tem mais um jogo em casa, recebe o Fluminense no domingo (17), às 16h. Já o Coritiba visita o Palmeiras, na Arena Palmeiras na segunda-feira (18), às 20h.

Atlético pressiona, perde pênalti, mas é o Coritiba quem comemora

O primeiro minuto de bola rolando já mostrou o clima quente que seria o clássico Atletiba 374, Léo entrou forte de carrinho em Fabricio, falta perigosa para o Furacão, que não aproveitou o lance. Já aos 5′ foi a vez de Lucho Gonzalez cometer a falta de carrinho, dessa vez em Kleber. O Atlético teve mais posse de bola ao longo de toda a primeira etapa, rondou a área do Coritiba, que apenas se defendia e não conseguia ameaçar.

Embora o Rubro-negro tivesse o domínio da partida, a primeira finalização do jogo aconteceu somente aos 23′, Nikão cruzou e Ederson de cabeça mandou na rede, mas pelo lado de fora. O time atleticano quase comemorou com Paulo André, em novo cruzamento na área de Nikão, porém em cobrança de escanteio, o zagueiro mandou na trave.

O Coritiba só chegava ao ataque na bola parada, encontrava dificuldades para finalizar. Aos 33′, Longuine cobrou falta e Alan Santos desviou pra fora. Na reta final a partida esquentou, aos 38′ Lucas Fernandes recebeu sozinho na área e chutou cruzado, Wilson fez bela defesa e espalmou. Na pressão, o Atlético teve um pênalti a favor no minuto seguinte, Lucas Fernandes foi derrubado na área por Alan Santos. Na cobrança, Nikão deslocou Wilson, no entanto chutou na trave.

A velha máxima do futebol ‘quem não faz leva’ aconteceu na Arena da Baixada. Aos 44′, Longuine cobrou falta novamente na área e Werley cabeceou para o fundo do gol. É o segundo gol do zagueiro na Arena, o outro foi na final do Paranaense.

Atlético pressiona e empata no final

Atrás no placar, o Atlético iniciou o segundo tempo pressionando o rival alviverde. A primeira chance foi aos 3′ com Lucas Fernandes, que sozinho na área chutou rasteiro e Wilson defendeu. Três minutos depois foi a vez de Pávez, que de fora da área finalizou rasteiro ao lado do gol. Com mais espaços, o Coritiba ameaçava, tanto que aos 12′ Getterson passou para Kleber, que da entrada da área chutou forte pra fora.

Já aos 15′ a grande oportunidade para o Furacão. Em cobrança de escanteio, Lucho Gonzalez subiu mais alto para cabecear e viu Wilson praticar excelente defesa. Tentando ficar mais com a bola, o Coxa apostava na rápida troca de passes no meio-campo, mas tinha dificuldades contra a marcação adversária. O time de Marcelo Oliveira teve um problema aos 24′, Werley, autor do gol, sentiu uma lesão e foi substituído por Cleber Reis.

Buscando o ataque, o Atlético teve falta próxima a área a seu favor, aos 25′ Felipe Gedoz, que entrou no lugar de Lucas Fernandes, chutou forte na trave. Já aos 31′ Ribamar recebeu lançamento de Jonathan, girou e finalizou cruzado ao lado do gol.

A partida teve polêmica, aos 37′ o Coritiba reclamou de pênalti de Pavez em Rildo, o árbitro nada marcou e na sequência do lance o Atlético foi para o ataque e teve uma penalidade, Iago derrubou Gedoz. O meia foi para cobrança e estufou as redes. Depois do gol o Furacão cresceu na partida e quase virou, Ribamar perdeu duas grandes oportunidades, uma parou em Wilson e na outra mandou na trave, mantendo assim o empate no Atletiba 374.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1X1 CORITIBA

Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Lucho Gonzalez (Matheus Rossetto), Lucas Fernandes (Felipe Gedoz), Guilherme e Nikão; Ederson (Ribamar).
Técnico: Fabiano Soares.

Coritiba: Wilson; Léo, Werley (Cleber Reis), Walisson Maia e William Matheus; Alan Santos, Matheus Galdezani e Rafael Longuine (Tiago Real); Getterson (Iago), Rildo e Kleber.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Horário: 10/09/2017, às 11h00
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)

Público/Renda: 17.420 total
Cartões amarelos:
Guilherme (Atlético-PR);William Matheus, Kleber, Léo (Coritiba)
Gols: Felipe Gedoz aos 40′ do 2º tempo para o Atlético-PR. Welery aos 44′ do 1º tempo para o Coritiba

Foto: Willian Gomes/Redação em Campo.

Siga em:
Batel FC trabalha fo
Rodada da Taça FPF

Formado em Jornalismo e Letras, estou no Redação em Campo desde 2013 e atualmente exerço a função de Coordenador de Jornalismo. Também sou professor de Língua Portuguesa.

Classifique este artigo