Em ano difícil, Portuguesa Londrinense se despede da Segunda Divisão Paranaense 2018

A Associação Portuguesa Londrinense vai disputar a Terceira Divisão do Campeonato Paranaense em 2019. Após um baixo rendimento na Segundona Paranaense, a Lusa não atingiu nenhuma vitória durante as nove rodadas e por decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), a equipe sofreu duas punições seguidas, por fazer escalações irregulares durante as partidas contra o Rolândia Esporte Clube e também contra o Operário Ferroviário EC, o que tirou todas expectativas de sair do rebaixamento.

As dificuldades

Todo início de temporada, clubes de futebol buscam se fidelizarem o mais rápido com patrocinadores para que não sejam prejudicados em seus planejamentos de contratações para o atual ano futebolístico. Mas, para times menores a situação é um pouco mais delicada, já que em muitos jogos não se tem transmissões seja de rádio ou de televisão, causa uma baixa oportunidade de fechamento de contratos com novos patrocinadores, sem a verba, pouco se faz. E com o que tinha a diretoria fez o possível para que o time obtivesse os melhores resultados.

A saída foi resgatar jogadores que são da base e os colocarem para que eles jogassem e que adquirissem mais experiência frente a jogadores mais rodados, já que o próprio elenco profissional tem uma média de 25 anos. Entretanto, o feito não ocorreu muito bem, dentro dos nove jogos disputados na competição, a Lusa conquistou apenas um empate na primeira rodada. Depois disso, foram oito derrotas sequenciadas, o que impediu de uma possível reação. Ao todo, a equipe tomou 33 gols e descontou apenas 4.

A vitória distante

A caminhada na Divisão de Acesso Paranaense começou com o empate diante do PSTC Procopense por 1 a 1 em Maringá. Na segunda rodada, perdeu por 3 a 0 dentro de casa para o Cascavel CR. Após isso, veio as derrotas para o Rolândia Esporte Clube por 3 a 0, a goleada do Operário por 4 a 0 e a vitória do Iraty por 4 a 1. Mas a surpresa chegou na rodada seguinte quando a equipe perdeu para o Batel por 8 a 1, tornando a maior goleada da competição atual. Na vice-liderança momentânea, o Independente deixou sua marca e venceu por 3 a 0 também.

Na oitava rodada, houve alguns problemas e a equipe chegou mais de 30 minutos depois do horário da partida contra o AC Paranavaí, em Paranavaí. Porém, a derrota foi inevitável, o confronto terminou em 2 a 0 para os donos da casa. E na última rodada, a equipe finalizou sua participação com uma sofrida goleada por 5 a 0 diante do Andraus Brasil finalizando sua participação.

A regra é clara

Outro ponto que complicou, foi quando o TJD-PR acatou a denúncia das duas substituições irregulares que a Portuguesa efetuou durante a competição. O atleta Davi Francelino jogou em duas partidas em que na ocasião ele deveria estar afastado dos gramados para cumprir suspensão, contra o REC na terceira rodada e diante do Fantasma na quarta rodada. Além de punir financeiramente a equipe e o zagueiro com uma multa de mais de mil reais, a Lusa sofreu a perda de seis pontos ceifando toda e qualquer chance de sair do rebaixamento.

Foto: Henrique Frigo/Redação em Campo

Siga em:
Batel recebe PSTC Pr
Paranavaí vira pág

O garoto que narrava os jogos de vídeo game está prestes a se tornar jornalista. Brincalhão, quer fazer do esporte sua profissão.

Classifique este artigo