19 de November de 2017 1:08:38

Em alta, Cristian fala sobre expectativa de titularidade no Operário

Com o início da Série D próximo, o Operário Ferroviário tem se preocupado bastante com a manutenção da boa condição física de seus jogadores. Por conta disso, o técnico Gerson Gusmão tem feito uma rotatividade dos titulares em cada partida. Neste ponto destaca-se Cristian. Quando não é titular, é substituição certa de Gersinho. Um fator justifica isso: a versatilidade do atleta.

Normalmente, Cristian atua pelos lados do campo. Contra o Paranavaí, no entanto as circunstâncias o levaram a vestir a camisa 9 e trabalhar como referência ofensiva central do time. Para o jogo, Vandinho estava suspenso, e Lucas Batatinha retornava de desconforto muscular. Sem opções, Gersinho apostou no jovem atleta de 21 anos, que correspondeu. No lance do primeiro gol, Cristian venceu disputa pelo alto, e possibilitou que Jean Carlo, livre, organizasse a jogada, que culminou em gol de Serginho Paulista.

Agora, a tendência é que o atacante siga como importante peça no esquema alvinegro. No último jogo-treino do Fantasma, contra o Trieste, foi titular. Sua polivalência será fundamental na sequência da temporada. Ao mesmo tempo em que disputará a Série D, o Operário terá pela frente o restante da Segundona Paranaense. Portanto, a sequência de jogos será cansativa, exigindo cada vez mais adaptações por parte de Gersinho.

Em conversa com o Redação em Campo, Cristian falou sobre a expectativa de se firmar como titular da equipe. Além disso, o atleta comentou sobre a sequência do Fantasma na temporada, e destacou a importância da torcida no desempenho dos atletas. Confira:

Redação em Campo – Depois do jogo contra o Paranavaí, o técnico Gersinho relatou que gostou do seu desempenho tanto no jogo, quanto nos treinos anteriores à partida. Ele se referiu a você como um jogador que tem buscado o próprio espaço no time. Como você vê essa possibilidade de se firmar como titular do Operário?

Cristian – Venho fazendo um bom trabalho, buscando meu espaço e sempre dando meu melhor para ajudar meus companheiros. É uma disputa sadia entre nós, jogadores de ataque do Operário. O Gersinho está muito satisfeito com o nosso trabalho, e quem ele escolher para iniciar a partida pode dar conta do recado.

Redação em Campo – Na última partida, contra o Paranavaí, você atuou fora da sua posição de origem. Como você vê essa mudança imposta pelo Gersinho e como você prefere atuar: pelo lado do campo ou como centroavante?

Cristian – Prefiro atuar pelos lados do campo, por conta da velocidade e habilidade que tenho. No jogo contra o Paranavaí, o Vandinho cumpria suspensão e o Lucas Batatinha estava voltando de um desconforto muscular. O Gersinho notou meu trabalho nos treinos e nos jogos passados e confiou em mim para fazer aquela função. Como tenho uma boa bola aérea, ele apostou em mim e graças a Deus acabou dando certo. A jogada do primeiro gol saiu de uma disputa de bola que ganhei.

Redação em Campo – Não só você, mas como vários outros jogadores do elenco do Operário são muito novos, em início de carreira. Como você encara essa responsabilidade de recolocar o Operário na primeira divisão do paranaense e na Série C do Campeonato Brasileiro?

Cristian – Encaro com ambição. Ambição de querer vencer, colocar o Operário na elite do futebol paranaense, de onde nunca deveria ter saído. De querer subir o Operário para a Série C, para sempre ter calendário. Almejo coisas grandes. Subir o Operário nas duas competições vai ser bom tanto para o clube, quanto para mim.

Redação em Campo – O que você tem a dizer sobre essa paralisação na Segunda Divisão. Para você, o Operário é muito prejudicado com isso?

Cristian – Sim, o mais prejudicado é o Operário. Podemos perder nossa sequência no campeonato, estávamos embalados. Essa paralisação pode nos prejudicar. Por outro lado é bom, pois temos tempo para trabalhar e consertar os erros que aconteceram na primeira fase.

Redação em Campo – Em relação à preparação para a Série D, como você vê os adversários do Operário?

Cristian – É um grupo muito bom, muito forte. Não teremos adversários fáceis. A série D é um campeonato muito difícil, estamos nos preparando e trabalhando forte para enfrentar cada um deles.

Redação em Campo – O Gersinho sempre diz que pra ele não importa a idade ou status do jogador, mas somente o trabalho que ele realiza nos treinos. Como é a sua relação com o Gersinho e como é o Gersinho dentro do vestiário, antes do jogo?

Cristian – O Gersinho é um cara incrível, muito inteligente. Sabe tirar o melhor de cada um dos jogadores. Sabe também o momento certo de cobrar e de elogiar, sempre com transparência. No vestiário ele passa tranquilidade, sempre nos apoiando e protegendo o grupo, como o líder que ele é.

Redação em Campo – Espaço livre do jogador.

Cristian – Gostaria de falar para a torcida não deixar de comparecer ao estádio para apoiar o Operário. A torcida é muito importante nessa trajetória para o acesso à Primeira Divisão do Paranaense e à Série C do Brasileiro. Venha ao estádio apoiar o nosso time. Juntos somos mais fortes.

Foto: Bianca Machado/Operário Ferroviário Oficial

Siga em:
Após derrota do Atl
Atlético-PR conta c

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo