El Paranaense vence e traz boa vantagem para Arena

O Atlético-PR venceu a primeira partida das oitavas de final da Sul Americana. O El Paranaense com dois gols de Raphael Veiga larga na frente e terá uma boa vantagem para o jogo na Arena. Com o 2 a 0 conquistado na Venezuela o Furacão pode até perder por um gol que avançará para as quartas de finais.

Trajetória do El Paranaense na Sul Americana

Em 2018 o Atlético-PR está participando da sua sétima Sul Americana. A vez que o Furacão chegou mais longe foi em 2016, quando foi derrotado pelo Pachuca nas semi finais. Nesta temporada, a equipe agora comandada por Tiago Nunes, está muito próximo de passar para as quartas de finais.

Na primeira fase da competição o rubro negro enfrentou a equipe do Newell´s Old Boys da Argentina, ganhou a primeira partida na Arena por 3 a 0 e mesmo com a derrota por 2 a 1 em Rosario passou para a segunda fase. O adversário foi o Peñarol do Uruguai, e com duas vitórias se classificou para as oitavas de finais para enfrentar o Caracas.

O jogo desta quarta (20), foi a primeira vez que o El Paranaense foi à Venezuela. A vitória por 2 a 0 dá nova vantagem ao rubro negro, o jogo de volta está marcado para o dia  03 de Outubro na Arena. Confirmando a classificação, o Atlético-PR terá uma equipe brasileira pela frente. Bahia e Botafogo que também decidirão seu futuro na Sul Americana daqui duas quartas.

Raphael Veiga decisivo

O importante resultado conquistado na Venezuela, passou pelo bom posicionamento e fase de Raphael Veiga. O meia atleticano, aproveitou rebotes da defesa do Caracas, para fazer mais dois gols com a camisa rubro negra. Chegando ao seu sexto gol na temporada, o meia concedeu entrevista coletiva avaliando seu momento no Furacão.

“Estou em uma fase muito boa. Mas tem participação de todos. Dos analistas, Bruno e Eduardo, e de todo o pessoal da preparação física. Sempre procuro melhorar, mas lógico que fico contente com os gols. Antes do jogo, conversamos sobre a importância desse primeiro duelo, sabendo que é uma decisão de 180 minutos. Tínhamos que ter um nível de comprometimento muito grande. Mas precisamos manter isso para o jogo em Curitiba, sabendo usar essa vantagem da melhor maneira”, disse Veiga.
Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense
Siga em:
O que é Martingale?

Formado em jornalismo pela Uninter em 2014, com especialização em assessoria e gestão da Comunicação pela Positivo em 2016, repórter do Redação em Campo desde 2017, setorista do Atlético-PR e C.E União.

Classifique este artigo