18 de January de 2018 8:12:08

Dizendo ser “um ET no futebol” por sua longevidade no clube, Cláudio Tencati se despede do Londrina

Após seis anos e sete meses à frente do Londrina Esporte Clube, o técnico Cláudio Tencati anunciou nesta quinta-feira (23), que a partida contra o Vila Nova, no sábado (25), no Estádio Serra Dourada, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, será sua última pelo Tubarão. Neste período, o treinador comandou o clube alviceleste em 269 partidas, com 131 vitórias, 72 empates e 66 derrotas, tendo um aproveitamento de 57,62% do pontos disputados.

Durante sua passagem pelo LEC, Tencati conquistou o Campeonato Paranaense de 2014, a Copa da Primeira Liga de 2017, quatro vezes o Título do Interior (2013, 2015, 2016 e 2017) e a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense em 2011, além de dois acessos em Campenatos Brasileiros, da Série D à Série C em 2014 e no ano seguinte, para a Série B.

Um dos momentos mais marcantes da carreira de Cláudio Tencati, foi o título do Campeonato Paranaense de 2014, em Maringá. Foto: Robson Vilela/ Redação em Campo.

Segundo Cláudio Tencati, a decisão de sair do Londrina partiu dele, pois acredita que seu ciclo no clube terminou. “Se eu vinha pensando nisso [em sair do Londrina], não. Até um determinado período da competição [a Série B], não me passou mais pela cabeça, pois pensei, nós vamos subir, mas quando não aconteceu, veio um baque natural e rapidamente refiz um pensamento de um dia, dois dias de tomada de atitude e vi essa necessidade, uma sequência, uma continuidade, não que o clube não me ofereceu condição, que não é isso, mas minha própria necessidade profissional”, afirmou Tencati.

Sobre o legado deixado por ele no Londrina e para o futebol brasileiro, Tencati acredita que a lealdade com o clube foi o mais importante. “O nosso legado foi desta lealdade, do compromisso, da responsabilidade que sempre tivemos frente ao clube, uma coisa que sempre disse ao Sérgio [Malucelli], ‘você vai me demitir daqui ainda por conta de resultados, mas por falta de compromisso, de responsabilidade, por falta de trabalho, não vai existir isso’, da mesma forma passo isso ao torcedor, que convivemos durante todos esses anos”, avaliou o legado deixado por ele e sua comissão técnica.

Ainda sem destino concreto, Tencati diz que alguns clubes brasileiros e do futebol Árabe já entraram em contato com ele, mas que ainda não foi nada definido. “Todo mundo fala assim, mas o que todos desejam é segurança, manutenção de trabalho, porém cheguei em um momento que senti a necessidade de se projetar para este mercado, de entender esse mercado, até como já falei, sou um “ET no futebol”, porque o que vivi aqui no Londrina é totalmente diferente da realidade dos outros clubes brasileiros”, brincou o treinador até então mais longevo por um clube brasileiro.

Já tendo um sucessor, que é o ex-jogador Ricardinho, que foi pentacampeão pela Seleção Brasileira em 2002, Tencati já passou algumas dicas do clube e inclusive, vão estar juntos no último jogo desta temporada, no próximo sábado. “Existe sempre uma responsabilidade para quem chega, ele [Ricardinho] vai pegar coisas que não consegui fazer. Vou dizer uma coisa, o treinador sempre deixa coisas positivas e negativas, teve coisas negativas ao longo do meu trabalho, é normal. Então ele vai levar as coisas positivas que tive para o trabalho dele e outras coisas negativas ele vai tentar tirar proveito disso para construir o trabalho dele. Acredito que o trabalho dele vai agregar demais no Londrina e o Londrina acredito que vai alavancar, vai crescer e quem sabe nas mãos dele venha o tão sonhado acesso para a Série A”, finalizou Cláudio Tencati.

Seu jogo de número 270 será neste sábado (25), às 17h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO), contra o Vila Nova, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em caso de vitória do Tubarão, o clube terminará a competição na 5ª colocação.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Maringá FC anuncia
Maringá FC renova c

<p>Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.</p>

Classifique este artigo