Coritiba se prepara para o início de temporada com reestruturações

O Coritiba vem empenhado em deixar os problemas de 2018 apenas em 2018 mesmo. Com o novo ano que começa, vem novos reforços para o clube e a certeza da permanência do goleiro Wilson – apesar de ter um alto salário – agrada tanto a diretoria e a torcida.  Para o presidente Samir Namur o momento de turbulências enfrentadas pelo clube passou e não atrapalhou os planejamentos feito pela diretoria para a temporada que está para começar. O ex-presidente do Coxa, Vilson Ribeiro de Andrade, veio para somar com a direção do Coxa, mesmo que sem cargos, para ajudar a colocar ordem e reorganizar os planos para 2019.

Para Samir Namur, que falou a imprensa pela primeira vez nessa ano, o título do Paranaense é de maior importância, pois traz uma reaproximação com a torcida, podendo assim, aumentar as receitas do clube, que, nesse ano trabalha com um orçamento menor que do ano passado, por isso as contratações e preparações estão sendo bem pensadas antes.

Treinos

Na última quarta-feira (09), a comissão técnica fez um desenho prévio da formação tática dos atletas em campo e já na quinta-feira o técnico Argel Fucks realizou um treinamento sobre posse de bola e finalizações, além de posicionar o elenco para finalizações, principalmente jogadores do meio de campo e atacantes. No sábado (12), o Coxa terá uma atividade integrada no CT da Graciosa diante do Rio Branco, de Paranaguá.

Contratações

Até o momento o Alviverde tem quatro contratações, o lateral esquerdo Fabiano, lateral direito Felipe Mattini, o atacante Wellinton Júnior e o meio confirmado Giovanni que veio de uma boa temporada do Goiás. Em meio a essas contratações, o clube tem 17 jogadores a menos, entre eles William Matheus, Guilherme Parede e Thalisson Kelven.

O Coritiba estreia no Campeonato Paranaense no dia 20 de janeiro contra o Foz do Iguaçu no Estádio do ABC em Foz.

Foto: Coritiba Oficial

Siga em:
Paraná Clube tem ma
Athletico, Coritiba

Estudante de Jornalismo, apaixonado pelo rádio, quero ampliar os meus conhecimentos jornalísticos, e vi que a área esportiva pode somar ainda mais nesse aprendizado. Athleticano firme, o meu gosto pelo clube me fez arriscar no jornalismo esportivo

Classifique este artigo