17 de October de 2017 4:00:23

Coritiba perde para Flamengo e soma terceira derrota seguida

Com o preparador físico Robson Gomes no comando, o Coritiba foi até o Rio de Janeiro, no Estádio Luso-Brasileiro, enfrentar o Flamengo, pela 16ª rodada da Série A, e perdeu pelo placar de 2 a 1. O gol foi marcado por Henrique Almeida. O alviverde ocupa momentaneamente a 14ª posição, com 19 pontos. Já o rubronegro é terceiro, com 28.

Na próxima rodada, o Coxa recebe o Atlético Mineiro e o Flamengo joga contra o Corinthians. Os dois jogos estão marcados para o domingo (30), às 16h.

Com gol logo no início, Flamengo sai na frente do Coritiba

O Flamengo teve uma perigosa chance logo aos três minutos, Trauco foi cruzar, mas bola pegou efeito tocou no travessão. Aos seis, no contra ataque de Geuvânio, Everton Ribeiro recebe, toca para Berrío que, livre, toca na saída de Wilson, abrindo o placar. Aos 11′, o Coritiba teve a melhor oportunidade para empatar. A bola não saiu na lateral, William Matheus aproveitou a falha de Pará, entrou na área, a zaga tirou e, na sobra, Galdezani teve o chute interceptado.

O Coxa se complicava na saída de bola, com isso o Flamengo conseguia recuperar fácil a bola e ter um volume maior no ataque. Depois dos 25′, o ritmo caiu. O rubronegro não forçava a marcação, deixando mais de espaço para o Coritiba tocar a bola. Aos 29′, voltou a fazer boa jogada, Geuvânio deu belo passe para Everton Ribeiro, que parou em Wilson.

O jogo passou a ficar truncado, com várias faltas e poucos passes certos.  Nenhum dos dois times conseguia ficar com a bola no pé. No final, depois do 40′, voltou a ficar corrido e, com os jogadores já cansados, tinha bastante espaço para contra ataque, mas foi para o intervalo em 1 a 0 para o Flamengo.

Coxa marca no primeiro minuto, mas leva gol de pênalti nos acréscimos

O Coritiba voltou bem para o segundo tempo. No primeiro minuto, Henrique Almeida aproveitou a falha da defesa do Flamengo e mandou para o fundo das redes, para empatar. Dois minutos depois, o rubronegro teve falta a seu favor, Rafael Vaz estava pronto para completar na entrada da pequena área, mas Wilson fez grande defesa. Logo na sequência, Vaz cruzou para Guerreiro, que fez o gol, mas o bandeira assinalou impedimento.

Com o jogo movimentado, aos seis, Thiago teve que defender uma falta cobrada fechada por Tomas Bastos. A partida continuava aberta, com chances para ambos os lados. O Flamengo estava afobado e o Coritiba estava melhor na partida. Aos 25′, o Coxa foi salvo pelo travessão, Juan cabeceou na cobrança de falta, na sequência, Henrique Almeida afastou.

O Coritiba chegava no ataque principalmente com Neto Berola, mas o atacante não estava acertando o pé. A partida continuava aberta, os dois times no ataque. Aos 45′, Marcio cometeu pênalti em Vinícius Júnior. Everton Ribeiro cobrou, deslocou Wilson e deu a vitória para o Flamengo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 2X1 CORITIBA

Flamengo: Thiago; Pará, Juan, Rafael Vaz e Trauco; Rômulo (Lucas Paquetá), William Arão e Everton Ribeiro; Geuvânio (Felipe Vizeu), Berrío (Vinicius Junior) e Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo.

Coritiba: Wilson; Léo, Luizão, Márcio e William Matheus; Jonas, Alan Santos (Neto Berola) e Galdezani e Tomas; Rildo (Filigrana) e Henrique Almeida (Alecsandro).
Técnico: Robson Gomes (Preparador Físico).

Local: Estádio Luso-Brasileiro (Ilha do Urubu), no Rio de Janeiro (RJ).
Data/Horário: 22/07/17, às 19h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA-SC) e Neuza Ines Back (FIFA-SC).

Público/Renda: 13014 total / 11722 pagantes / R$ 732.655,00
Cartões amarelos: William Arão (Flamengo); Luizão, Tomas Bastos, Wilson, Wiliam Matheus, Rildo (Coritiba)
Gols: Berrío aos 6′ do 1º tempo e Everton Ribeiro aos 46′ do 2º tempo, para o Flamengo. Henrique Almeira a 1′ do 2º tempo, para o Coritiba.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Siga em:
Com desfalques e jej
FPF divulga edital d

Estudante de jornalismo. Apaixonada por futebol, principalmente o feminino. Também apaixonada por motovelocidade e rugby. Torcedora do Arsenal (Ladies), da Inter de Milão e dos Saracens.

Classifique este artigo