Coritiba joga mal, perde para Sampaio Corrêa e inicia Série B com derrota

O Coritiba teve uma estreia indigesta no Campeonato Brasileiro da Série B. O Coxa foi até São Luís, no Maranhão, enfrentar a equipe do Sampaio Corrêa no Estádio Castelão. Apresentando muitas dificuldades para desempenhar um bom futebol, o Alviverde saiu derrotado de campo por 2 a 0. O resultado deixa o time paranaense na lanterna da Série B logo na primeira rodada.

Na próxima rodada o Coritiba estreia no Couto Pereira. Diante da torcida, o Coxa recebe o Atlético-GO na terça-feira (17), às 21h30. Já o Sampaio Corrêa visita o Guarani no sábado (21), às 16h30 no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

Coritiba perdido e com muitas dificuldades

Com seis mudanças no time que foi vice-campeão paranaense, o Coritiba não mudou a forma de jogar. Contra mais um adversário, as mesmas dificuldades da temporada foram encontradas em São Luís. Mesmo jogando sem pressão da torcida adversária, o Coxa não conseguiu criar nenhuma jogada de perigo ao longo da primeira etapa, e sofreu alguns sustos na defesa, até o Sampaio Corrêa abrir o placar aos 43 minutos.

O Coritiba teve um sinal que estaria em dificuldades no Castelão logo no primeiro minuto. Em lançamento para o ataque, o Sampaio Corrêa teve boa chance, Alex Alves falhou no corte, Uilliam passou para Marlon que já dentro da área finalizou fraco, para fácil defesa de Wilson. O goleiro alviverde salvou o time aos 18′, Bruninho arrancou em velocidade, invadiu a área e chutou forte, Wilson espalmou.

Pressionando a aproveitando as falhas do Coxa, o time da casa seguia desperdiçando oportunidades. Aos 25′, o Sampaio Corrêa aproveitou mais um passes errado Coritiba, Marlon seguiu em velocidade e chutou colocado, com a bola passando bem perto do gol. Já aos 43′ os mandantes foram recompensado com o gol. Kaíque invadiu a área em velocidade e chutou cruzado na pequena área, a bola desviou em Thalisson Kelven e foi para o fundo das redes, vantagem merecida para o intervalo.

Dificuldades continuam

Precisando reagir, o Coritiba voltou com Chiquinho no lugar de Julio Rusch, porém pouco mudou. O time aumentou a posse de bola, mas continuou sem ameaçar a meta defendida por Andrey. O Alviverde criou uma oportunidade aos 10′, mas essa foi finalizada por um jogador adversário. Em cobrança de falta de Jean Carlos, Maracás cabeceou para trás e levou perigo.

Um dos principais nomes do Sampaio Corrêa no jogo, Danielzinho quase ampliou aos 19′. O jogador aproveitou cruzamento na área e mandou de cabeça, Wilson desviou e a bola ainda bateu no travessão antes de sair. O primeiro chute a gol de um jogador do Coxa no ataque aconteceu aos 25′. Pablo cruzou da direita e Bruno Moraes isolou por cima do gol.

A situação do Coritiba só piorou. A equipe maranhense ampliou o placar aos 36′. Em boa jogada pela esquerda, Uilliam recebeu cruzamento na área e se esticou todo para marcar o segundo. O gol encerrou qualquer chance de reação do Coxa, que ainda sofreu alguns riscos de ter o placar ampliado até o apito final.

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA 2X0 CORITIBA

Sampaio Corrêa: Andrey; Bruno Moura, Joecio, Maracás e Kaique; Willian Oliveira, Silva, Danielzinho (Fernando Sobral) e Marlon (João Paulo); Bruninho (Wellington Rato) e Uilliam.
Técnico: Francisco Diá.

Coritiba: Wilson; Cesar Benítez, Thalisson Kelven, Alex Alves e Abner; João Paulo, Júlio Rusch (Chiquinho), Vinícius Kiss (Simião) e Jean Carlos; Pablo (Yan Sasse) e Bruno Moraes.
Técnico: Sandro Forner.

Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Data/Horário: 14/04/2018, às 19h
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes:  Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)

Público/Renda: Jogo com portões fechados
Cartões amarelos: Kaíque, Andrey (Sampaio Corrêa); Cesar Benítez, Pablo, Julio Rusch, João Paulo (Coritiba)
Gol: Thalisson Kelven, contra, aos 43′ do 1º tempo e Uilliam aos 36′ do 2º tempo para o Sampaio Corrêa

Foto: Coritiba Oficial

Siga em:
Com gol de Dagoberto
Operário conta com

Formado em Jornalismo e Letras, estou no Redação em Campo desde 2013 e atualmente exerço a função de Coordenador de Jornalismo. Também sou professor de Língua Portuguesa.

Classifique este artigo