Com turnos opostos, Londrina termina a Série B novamente entre os 10 melhores

Com o encerramento do Campeonato Brasileiro da Série B, pelo terceiro ano seguido, o Londrina brigou até as últimas rodadas pelo acesso e finalizou a competição entre as 10 melhores equipes. Apesar do desempenho final ter sido bom, o Tubarão viveu de opostos durante cada turno. Seria rebaixado no 1º turno e campeão no 2º turno, as trocas de comando e saídas, além de chegada de jogadores modificaram a situação do clube.

O Alviceleste terminou a Série B na oitava colocação, com 55 pontos em 38 partidas, somou 15 vitórias, 10 empates e 13 derrotas. O LEC balançou as redes adversárias 45 vezes e viu sua meta ser vazada em 42 oportunidades. O Londrina foi o time que mais levou cartões amarelos, mostrados em 114 oportunidades e ainda teve seis cartões vermelhos. Um aproveitamento de 48% dos pontos disputados.

Primeiro turno de rebaixado

O Tubarão iniciou sua caminhada na Série B com Marquinhos Santos no comando da equipe, que em 12 partidas na competição, somou 15 pontos e deixou o Alviceleste na 13ª posição, com quatro vitórias, três empates e cinco derrotas, aproveitamento de 41%. O treinador encerrou seu vínculo com o clube após receber uma proposta do São Bento (SP). De imediato, a diretoria do Londrina anunciou Sérgio Soares como técnico do clube, mas foi um curto período e apenas sete partidas disputadas.

Com apenas uma vitória, três empates e três derrotas, aproveitamento de 28,5%, Soares caiu na última rodada do 1º turno, deixando o Tubarão dentro da zona de rebaixamento com 21 pontos. Na primeira metade do campeonato, o Londrina teve um aproveitamento de 36,8% dos pontos disputados. Foram marcados 19 gols e tendo sofrido 23 tentos.

Chegada de Roberto Fonseca e desempenho de campeão

Com o segundo técnico demitido na Série B e o terceiro na temporada, o Londrina trouxe um velho conhecido para tirar o Tubarão daquela situação incomoda. Roberto Fonseca chegou para dar esperança ao torcedor londrinense. Com o comando de Fonseca, o Alviceleste alcançou incríveis oito vitórias jogando dentro do Estádio do Café em nove jogos disputados, sendo de forma seguida.

O técnico Roberto Fonseca mudou o status do Londrina dentro da Série B, de candidato ao rebaixamento para brigar pelo acesso. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

A situação mudou e de candidato ao rebaixamento, o LEC começou a figurar na parte de cima da tabela, mas na reta final pecou e acabou não conseguindo o acesso. Em 19 partidas disputadas com Roberto Fonseca, foram 10 vitórias, quatro empates e cinco derrotas, aproveitamento de 59,6%, fazendo o Londrina ter a melhor campanha do 2º turno ao lado de Fortaleza e Ponte Preta, ficando a frente nos critérios de desempate.

Com o treinador, foram 26 gols marcados e 19 sofridos, ainda a campanha animou o torcedor, que compareceu no maior público do Estádio do Café desde o acesso à Série B, em 2015, com um público total de 24.225. Além dessas marcas, ainda Fonseca comandou o time que quebrou um tabu de 24 anos sem vencer o Coritiba, na capital e essa foi a primeira vitória do Londrina sobre um dos clubes do Trio de Ferro na era SM Sports.

Destaques e artilharia da Série B

Roberto Fonseca não foi o único responsável pela recuperação do Londrina na Série B, ele conseguiu acertar um esquema tático e vários jogadores foram importantes para a retomada do clube dentro da competição. Com apenas 19 jogos disputados, quer dizer, um turno, Dagoberto encerrou o campeonato como artilheiro máximo com 17 gols. Dagol estreou com gol e uma séria lesão, ficou afastado por aproximadamente três meses e ajudou o Tubarão a evoluir na competição.

Junto com Dagoberto, os atacantes Felipe Marques e Paulinho Moccelin também tiveram grandes desempenhos durante a Série B. As chegadas do lateral-esquerdo Sávio e do meio-campo Higor Leite ajudaram o técnico Roberto Fonseca a encaixar um esquema para o time. O desempenho regular do lateral-direito Lucas Ramon e as várias defesas do goleiro Vagner, também fizeram a diferença.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial

Siga em:
Maringá FC anuncia
Atlético-PR vence d

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo