Com sequência fora de casa, Londrina espera definir o futuro na Série B

Após a vitória sobre o Figueirense, embalar três triunfos consecutivos e cinco vitórias em cinco partidas em casa sob o comando de Roberto Fonseca, o Londrina terá pela frente duas partidas longe do Estádio do Café, o que para comissão técnica e jogadores pode definir o futuro e pelo que brigará no Campeonato Brasileiro da Série B de 2018. Na próxima quinta-feira (27), contra o Juventude e na terça-feira (2), contra o Goiás. A arrancada nas últimas 10 rodadas de 2017, ficam como um modelo para a equipe ainda brigar pelo acesso à Série A.

Logo após o final da partida contra o Figueirense, o atacante Thiago Ribeiro falou em entrevista coletiva que a briga do Tubarão pelo acesso ou contra o rebaixamento dependia muito das duas próximas partidas do Alviceleste, que seriam fora de casa. Se conseguir dois bons resultados, o Londrina brigaria pelo acesso. O lateral-direito Lucas Ramon concordou com seu companheiro e diz que é possível ter uma sequência como a de 2017, em que nas últimas 10 partidas foram oito vitórias, um empate e uma derrota. “Com certeza [é possível repetir], a prova está aí, no ano passado a gente teve e por que não nesse?”, afirmou o titular da lateral-direita.

O lateral-direito Lucas Ramon acredita que o Tubarão pode repetir a sequência boa no final da Série B de 2017. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Desde que Fonseca assumiu o Londrina, foram nove partidas e seis vitórias, que só mostram o bom momento vivido pelo Tubarão, que abriu oito pontos do Z-4  e vê o G-4 a seis pontos. O lateral acredita que esse bom momento pode fazer o Londrina olhar para a parte de cima da tabela. “Acredito que sim, a gente está tendo nossas metas, claro que estamos pensando jogo a jogo, a nossa primeira meta é se livrar o quanto antes do perigo de rebaixamento. Nossa meta por enquanto é essa, depois que atingir [essa meta], pensamos na parte de cima da tabela”, comentou Lucas Ramon.

Titular na última partida, o volante Germano havia voltado ao time contra o Coritiba, no segundo tempo, após ter ficado longe dos gramados por mais de um mês. Consciente que o volante João Paulo é o titular da equipe, não vê problema em aguardar uma nova oportunidade para ser titular. “São jogadores que estão vivendo um boa fase, são jogadores que estão vindo de uma sequência boa de resultados, encaixaram, a minha volta foi na necessidade da ausência do João Paulo, para cumprir o terceiro cartão, não vejo problema nenhum em relação a isso, de poder entrar ou não, é uma questão de respeitar, até porque tive o meu momento de titular também, os outros atletas respeitaram, agora é minha vez de respeitar a vez dos atletas que estão jogando e a decisão do treinador, estarei sempre a disposição e treinando forte, procurando me dedicar e sempre que precisar, assim como foi diante do Figueirense, poder dar minha parcela de contribuição, dar continuidade naquilo que o Londrina vem fazendo. Independente de qualquer coisa, se serei titular ou não, o importante é o Londrina”, enfatizou o volante Germano.

O volante Germano diz respeitar o momento vivido por João Paulo e Jardel e que não tem problema em ficar no banco de reservas. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

O próximo adversário do Londrina é o Juventude, na quinta-feira (27), no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), às 19h. O volante Jardel que defendeu o clube Alviverde de 2010 a 2015 e conhece muito bem o técnico adversário e acredita que isso pode ajudar para o Tubarão conquistar os três pontos. “É jogo decisivo, pode ser decidido em detalhes, é um time de torcida, tem um belo treinador, conheço o treinador deles, um cara que organiza bem a equipe e na Série B a competição é muito equilibrada, então oscila muito,a gente espera um jogo dificílimo, mas que a gente esteja bem preparado para fazer um bom jogo”, disse o volante Jardel.

O volante Jardel defendeu as cores do Juventude, próximo adversário por cinco anos e diz conhecer bem o Alviverde. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Jardel também falou sobre a campanha da reta final da Série B de 2017 do Londrina, onde ele era uma das peças chave da equipe, apesar de ter perdidos os últimos jogos por lesão. “No futebol tudo é possível, então creio que sim, é possível [repetir a campanha de 2017], até pelo fato dos jogos que temos apresentando, a gente encontrou uma maneira de jogar, além de estarmos conseguindo os resultados, estamos fazendo bons jogos, que é o principal, as vezes até acontece de jogar bem e perder, a gente vem apresentando bons jogos e vencendo”, finalizou o titular do Londrina.

Sem Dagoberto contra o Juventude

Uma grande baixa do Tubarão para o próximo confronto será a ausência do atacante e artilheiro da Série B, Dagoberto. O jogador sofreu uma torção no tornozelo direito e deve desfalcar o Alviceleste por algumas semanas. Além do atacante, o zagueiro Dirceu também sofreu um trauma nos ligamentos do tornozelo direito e está fora deste confronto e possivelmente da partida contra o Goiás, na sequência.

O Londrina não poderá contar com o artilheiro da equipe e da Série B contra o Juventude, já que o atacante está lesionado. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

As boas notícias ficam por conta do zagueiro Lucas Costa, que também saiu contra o Figueirense com uma pancada no joelho, mas já voltou treinar normalmente. Outro atleta que voltou a treinar é o atacante Carlos Henrique, que tinha uma lesão na coxa e pode ocupar a vaga de Dagoberto diante do Juventude.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Grêmio Maringá, Ar
Coritiba aposta em s

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo