Com o futebol à la Diniz, Furacão larga com vantagem na Copa do Brasil

O Furacão venceu o São Paulo por 2 a 1 e largou na frente por uma vaga na próxima fase da Copa do Brasil. Com a cara de Fernando Diniz, o Atlético-PR apresentou um futebol de posse de bola, passes curtos e evitando os chutões. Foi com essa tática que o Rubro-negro dominou boa parte do jogo e levará ao Morumbi uma importante vantagem.

A vitória com gols de Pablo e Paulo André, ampliaram ainda mais a invencibilidade do Atlético-PR, na Arena, perante a equipe paulista. Desde a inauguração da Arena da Baixada, em 1999, o Furacão já recebeu o São Paulo 18 vezes. Entre competições nacionais e da CONMEBOL o rubro negro venceu 13 confrontos e empatou outros cinco.

Avaliação de Diniz

Após a vitória, em entrevista coletiva, Fernando Diniz, treinador e coordenador técnico do Atlético-PR, destacou o desempenho do Furacão e falou sobre a falta de ritmo de jogo. devido ao baixo número de partidas disputadas, mas o treinador crê, que com início da Sul-Americana e Campeonato Brasileiro a equipe vai absorver ainda mais o seu estilo tático.

“Foi um jogo bastante difícil, equilibrado, mas a gente teve no primeiro tempo um volume bem maior de posse de bola. No segundo, isso se inverteu, mas tivemos mais chances de gol e foi uma vitória merecida. A equipe está fazendo apenas sua quinta partida no ano e isso pesou um pouco, até nas substituições. O time também teve um pouco de pressa para finalizar as jogadas. Normalmente é mais paciente e agressivo. Mas gostei da equipe de maneira geral e acho que foi um bom resultado. O time está evoluindo. Temos muito a melhorar, até pelo modelo tático ser mais aberto que os tradicionais. No jogo de volta, um dos fatores que vai fazer a equipe evoluir será essa sequência maior de jogos. Ainda estamos adaptando o time a esse novo esquema. Essa maratona vai chegar no momento certo”, avaliou Diniz.

Pablo titular

Uma das novidades da equipe titular, Pablo foi um dos melhores jogadores do Atlético-PR na partida, além de marcar o primeiro gol da equipe, o atacante se movimentou no ataque, recompôs na marcação e ajudou o Furacão a sair da Arena da Baixada vitorioso. O jogador que viveu altos e baixos no ano passado, em entrevista após a partida, destacou o trabalho de Fernando Diniz e como os trabalhos ocorrem no dia a dia.

“Temos que fazer desse caldeirão o que foi hoje, torcida apoiando e empurrando o time. Todos juntos, no mesmo caminho e no mesmo ritmo, é assim que se faz uma equipe vencedora. O Diniz está tentando resgatar aquele Pablo de 2016. Nesse esquema, vai encaixando jogadores e tem vários que jogam nessa posição. Tive a oportunidade de jogar hoje, ele me passou confiança e estou muito feliz com o resultado”, falou o atacante.

“Todos viram a forma como nossa equipe pretende jogar, que é tendo a posse de bola. Precisamos de todos os jogadores, não é uma coisa fácil de se fazer. Treinamos muito. Eu já joguei em várias posições aqui no Clube, e na base aprendi muito a questão tática. Gosto muito e os treinadores sabem das funções que posso exercer. Eu me sinto confortável em todas as posições em que já atuei. Tenho essa arma no meu estilo de jogo”, disse o camisa 92.

Antes de encarar a partida de volta da Copa do Brasil no dia 19 de Abril. Os comandados de Fernando Diniz entram em campo na próxima quinta (12). O rubro negro estreará na Conmebol Sul-Americana, contra os argentinos do Newell’s Old Boys.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense

Siga em:
A baixada do interio
Tricolor apresenta s

Jornalista, aficionado por esportes, encontrei na profissão um meio de estar mais próximo deste universo.

Classifique este artigo