Com emoção e nos pênaltis, Athletico Paranaense derrota o Júnior Barranquilla-COL e é campeão da Copa Sul-Americana

O Athletico Paranaense derrotou o Júnior Barranquilla-COL nas cobranças de pênaltis e se consagrou campeão da Copa Sul-Americana de 2018. No tempo normal, a partida ficou empatada em 1 a 1. Pablo deixou a marca para o Rubro-Negro e Théo Gutiérrez empatou para o Tubarão. Na prorrogação, J. Barrerra desperdiçou uma cobrança de pênalti. O clube colombiano tem a partida da volta da final do Campeonato Colombiano – Clausura contra o Independiente Medellín-COL, no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín (COL), no domingo (16), às 19h30. O CAP só volta a campo no ano que vem, no Campeonato Paranaense.

Furacão domina a primeira etapa e sai na frente com Pablo

Aos 5 minutos, a primeira chegada da equipe do Furacão, Nikão cobrou falta de longe, no meio do caminho, Pablo desviou de cabeça e a bola passou por cima do travessão de S. Vieira. No minuto seguinte, Renan Lodi tirou para dançar dois adversários, puxou para a perna direita e bateu para o gol, a bola passou à direita do arqueiro do Júnior Barranquilla. 

Com 7′, Jonathan lançou para o ataque, Pablo ajeitou de cabeça, Marcelo Cirino dominou, arrumou e bateu de canhota, por cima do gol. Aos 13 minutos, Sanchéz recuperou a bola e acionou Théo Gutiérrez na ponta direita, ele avançou e tocou na entrada da área para J. Barrera, que pegou torto na bola e ela foi para fora. 

Com 15 minutos, Renan Lodi chegou a linha de fundo e cruzou, Marcelo Cirino escorou para dentro da pequena área, mas Raphael Veiga não alcançou a bola, sendo afastada pela defesa. Três minutos depois, Raphael Veiga cobrou falta frontal ao gol, S. Vieira segurou firme no centro do gol. 

Aos 20′, após troca de passes e uma tabela entre Théo Gutiérrez e Luiz Díaz, o atacante arriscou e Santos encaixou a bola. Com 23 minutos, Lucho González cobrou falta para dentro da área, a defesa afastou e Renan Lodi ficou com ela na entrada da área, bateu para o gol e S. Vieira espalmou para longe da área. 

Com 26′, Léo Pereira pressionou no meio-campo, a bola explodiu nele e caiu para Pablo, que tocou para trás achando Raphael Veiga, que devolveu com muita categoria de frente com o arqueiro adversário, Pablo finalizou no canto direito de S. Vieira, abrindo o placar para o Furacão. 

Após o gol inaugural da partida, o Júnior começou a ficar com a bola e adentrou no campo de ataque, porém, se criar chances perigosas para Santos. 

Furacão sofre gol, vê o time colombiano perder vários gols e jogo vai para a prorrogação

Logo com 30 segundos da segunda etapa, a dobradinha voltou a atuar, Raphael Veiga acionou Pablo, que invadiu a área e bateu cruzado, S. Vieira deu um leve toque e mandou para escanteio. Aos 8′, Luiz Díaz gingou na frente da marcação e bateu cruzado, a bola desviou na marcação e Santos mandou para escanteio. 

Com 12 minutos, G. Fuentes cobrou escanteio da esquerda, J. Goméz desviou no primeiro pau e Théo Gutiérrez desviou para o fundo das redes de Santos, empate do clube colombiano. 

Aos 14 minutos, Léo Pereira escorregou na saída de jogo, o Júnior armou contra-ataque, a bola chegou em Luiz Díaz de frente com Santos e bateu por baixo das pernas do arqueiro Rubro-Negro, a bola tirou tinta da trave esquerda do Athletico-PR. 

Com 19′, a defesa do Furacão afastou mal, Luiz Díaz ficou no mano a mano com Jonathan, limpou e bateu para o gol, Santos defendeu em dois tempos. Dois minutos depois, J. Barrera acionou T. Gutiérrez, dominou, gingou e limpou para o chute, a bola passou muito perto da trave direita de Santos. 

Aos 23 minutos, outro contra-ataque do Júnior, Díaz acionou na esquerda J. Barrera, que sozinho bateu na rede pelo lado de fora. Com 33′, contra-ataque do time colombiano, Y. González limpou dentro da área e chutou para o gol, a bola desviou em Thiago Heleno e foi para escanteio. 

Aos 46′, Raphael Veiga cobrou falta lateral e Nikão subiu testando para a defesa de S. Vieira. Dois minutos depois, Veiga cobrou escanteio da esquerda, a bola não foi afastada e Nikão bateu da entrada da área, a bola passou à esquerda do goleiro. 

Furacão melhor na prorrogação, mas foi o Júnior que desperdiçou um pênalti

Com 4 minutos do 1º tempo da prorrogação, Rony fez fila, puxou para dentro e bateu para o gol, a bola foi por cima do gol. Aos 6′, J. Barreba abriu na esquerda, G. Fuentes cruzou e T. Gutiérrez dominou no peito dentro da área e tentou uma bicicleta, a bola foi por cima do gol. 

Com 7′, Luiz Díaz tentou o drible, tocou para M. Piedrahita, que pegou de primeira para fora. Três minutos depois, após lançamento, Y. González deu uma casquinha e T. Gutiérrez tentou o chute e Santos defendeu. 

Com 4 minutos do 2º tempo da prorrogação, o goleiro Santos derrubou Y. González dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, J. Barrera foi para a cobrança e chutou por cima da meta de Santos.

Aos 8′, Bergson arriscou de fora da área e S. Vieira desviou na ponta dos dedos para fora. 

Nos pênaltis, Athletico Paranaense vence o Júnior Barranquilla-COL

O Júnior Barranquilla-COL iniciou a cobrança dos pênaltis com L. Narváez, que converteu. R. Peréz e o goleiro S. Vieira também balançaram as redes de Santos, mas G. Fuentes e T. Gutiérrez desperdiçaram suas cobranças.

Do lado do Furacão, Jonathan, Raphael Veiga, Bergson marcaram, Renan Lodi desperdiçou a cobrança. Coube a Thiago Heleno a última cobrança, encheu o pé e estufou as redes do goleiro adversário.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO-PR X JÚNIOR BARRANQUILLA-COL

Athletico-PR:  Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Lucho González (Wellington), Bruno Guimarães e Raphael Veiga; Nikão (Marcinho), Marcelo Cirino (Rony) e Pablo (Bergson). 
Técnico: Tiago Nunes.

Júnior Barranquilla-COL: S. Vieira; M. Piedrahita, J. Goméz (J. Ávila), R. Peréz e G. Fuentes; L. Narváez, J. Sanchéz (Y. González), V. Cantillo e J. Barrera (D. Moreno); L. Díaz e T. Gutiérrez.
Técnico: Júlio Comesaña.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/ Horário: 12/12/2018, às 21h45
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Claudio Ríos (CHI).

Público/ Renda: 40.263 público total/ R$ 2.084.560,00.
Cartão amarelo: Jonathan e Wellington (Athletico-PR); Y. González. L. Narváez, J. Goméz e M. Piedrahita (Júnior Barranquilla-COL)
Gols: Pablo aos 26′ do 1º tempo (Athletico-PR); Théo Gutiérrez aos 12′ do 2º tempo (Júnior Barraquilla-COL).

Miguel Locatelli/ Athletico Paranaense Oficial

Siga em:
Utilize a Rivalo par
Quatro paranaenses c

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo