18 de October de 2017 9:58:52

Clássico Paratiba: última final foi em 99 com título Alviverde após 10 anos de jejum

Neste domingo (5) acontece o primeiro clássico do Campeonato Paranaense, onde Coritiba e Paraná Clube se enfrentam no Couto Pereira. O confronto tem muita história, rivalidade, gols e títulos, sendo três finais disputadas entre as equipes (1995 e 1996) vencidas pelo Tricolor e (1999) pelo Alviverde.

Ao torcedor Coxa-branca a conquista de 1999 é muito especial, pois foi o ano em que o clube quebrou um jejum de títulos que já durava 10 anos. Naquela ocasião, o Coritiba vinha de um vice-campeonato de 98, sendo derrotado pelo seu outro rival, o Atlético-PR. O Paraná tinha um elenco espetacular, que se consolidou na partida ocorrida no turno, quando, na estreia do reinador Abel Braga, o Verdão foi goleado por 6 a 2. Ainda assim, o Verdão teve a segunda melhor campanha no turno. Na fase seguinte, o time passou o União Bandeirantes e o Atlético-PR na semifinal, indo para a decisão diante do Paraná, em três jogos disputadíssimos.

Na primeira partida, realizada no Couto Pereira, 35.961 pessoas viram um grande jogo, onde ambos os times tiveram grandes chances de gol. O Alviverde foi mais objetivo e venceu o Tricolor por 1 a 0, com um tento do atacante Cleber, que pegou a sobra do goleiro Régis e de voleio deu a vantagem no segundo jogo ao Coritiba. O segundo embate entre as equipes, ocorreu na Vila Olímpica, no qual o Paraná foi superior na partida, enquanto que o Coxa buscava suas oportunidades nos contra-ataques. Porém os gols só saíram no segundo tempo, onde o Tricolor fez de cara dois gols, um com o coração valente Washington e outro com o meia Branco. Mas o Alviverde não se intimidou e buscou o empate. Reginaldo Vital em chute cruzado diminuiu o marcador e nos acréscimos, Robert, que havia entrado no segundo tempo, aproveitou o cruzamento e de carrinho decretou o empate em 2 a 2 e a vantagem Alviverde para a terceira e decisiva partida.

Cleber terminou artilheiro do paranaense com 11 gols. Foto: Grupo Helênicos

O jogo decisivo ocorreu no dia 9 de junho de 1999, no estádio Pinheirão. O Paraná precisava da vitória para sagra-se campeão e o time começou avassalador, tanto que, antes dos 10 minutos de partida, o Tricolor já vencia o Verdão por 2 a 0, com gols de Reginaldo Vital, de pênalti e Washington. O Coritiba não queria ser novamente vice-campeão e, assim como no segundo jogo, correu atrás do marcador. Aos 25 minutos, Cleber, em uma cobrança de falta, marcou seu 11º gol na competição, dando esperanças a torcida Alviverde presente no estádio. No segundo tempo, a tensão nas arquibancadas era enorme, e no campo o Paraná perdia várias chances de matar o duelo. Melhor para o Verdão que na grande e única oportunidade que teve, não desperdiçou. Aos 32 minutos do 2º tempo, Darci, que havia entrado minutos atrás, recebeu cruzamento de Reginaldo Araújo e de primeira, mandou no fundo das redes paranista, para a festa da torcida Coxa-branca. Nos minutos finais, o Paraná, numa pressão absurda buscou o gol, mas parou no goleiro Gilberto que, por três vezes, fez defesas milagrosas, decretando o empate por 2 a 2 e o título de Campeão Paranaense de 1999 ao Coritiba, após 10 anos na fila, para a explosão dos torcedores Alviverdes presentes no Pinheirão e nas ruas de Curitiba.

Siga em:
Confira a escala de
Estreia do Prudentó

Comunicação e Marketing. Apaixonado por futebol, xícaras e camisas de clubes. Em busca dos sonhos e objetivos que a vida proporciona.

Classifique este artigo