16 de December de 2017 12:57:13

Cianorte encerra Campeonato Paranaense com vagas em competições nacionais

Cianorte

Embates de igual para igual contra times considerados favoritos, bom desempenho em casa, vice-campeonato do interior, vagas asseguradas em competições nacionais em 2018. Pode-se dizer que o Cianorte fez um belo trabalho na edição de 2017 do Campeonato Paranaense, o que deixou torcida, dirigentes e elenco bem satisfeitos.

O Cianorte reestreou na elite do futebol paranaense após duas temporadas na segundona, que foi vencida de forma invicta pelo time do noroeste. Logo na estreia, venceu o Coritiba no Albino Turbay. Durante a primeira fase, a equipe oscilou pouco e terminou na quarta colocação, sendo a equipe do interior mais bem colocada.

Nas quartas-de-final, o Leão do Vale repetiu a final da segundona 2016 contra o Prudentópolis. Marcado por um gol antológico do volante Léo Gago, o Cianorte venceu no Newton Agibert e empatou no Albino. Nas semifinais, a equipe reencontrou o Coxa e venceu novamente em casa. Porém, no jogo da volta, o Leão do Vale não segurou a pressão dos mandantes e perdeu por 3 a 1.

Com o revés na Capital, o Cianorte ainda teve a chance de levar o título do interior contra o Londrina. Mas em uma tarde atípica, o time foi goleado pelo Tubarão no Estádio do Café por 4 a 1. O empate por 1 a 1 no jogo da volta em Cianorte não foi suficiente para trazer a terceira taça do interior para o Albino Turbay.

Somando todas as etapas do estadual, o Cianorte fez 17 jogos. Foram oito vitórias, quatro empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 54% Na classificação geral, o Leão do Vale figura em terceiro lugar, com 28 pontos. Entre os destaques individuais, o atacante Vinícius foi um dos vice artilheiros da competição, com cinco gols marcados. Na seleção do campeonato eleita pelo Redação em Campo, o atacante, assim como o meia Rafael Xavier, representam o Leão do Vale.

Manutenção da base vencedora

Para a disputa do Campeonato Paranaense deste ano, a base que venceu a segundona do ano passado foi mantida. A saída de poucos jogadores aliada a contratações pontuais facilitou o trabalho de entrosamento do time. Na comissão técnica, Marcelo Caranhato assumiu o comando da equipe após a saída de Paulo Turra para o futebol chinês. O ex-meia Irineu Ricardo, que se aposentou em 2016, assumiu como auxiliar técnico.

Importância do fator casa

O Cianorte mandou ao todo oito jogos no Albino Turbay. O estádio, que tem a capacidade máxima para 2.200 pessoas, teve uma média de público de 1.522 torcedores. Em três partidas, a capacidade máxima foi atingida. A presença em peso dos torcedores ajudou a equipe a se manter invicta em casa: foram cinco vitórias e três empates.

Futuro já começa a ser desenhado

Como ficou provado a importância da manutenção de uma base da equipe, a diretoria do Leão do Vale começou a se mexer para manter seus destaques para o ano que vem. Com o calendário cheio garantido em 2018 (além do Paranaense, o time disputará a Copa do Brasil e o Brasileirão da Série D), a equipe confirmou a renovação de contrato com os meias Eduardinho e Rafael Xavier, além do atacante Vinícius. O técnico Marcelo Caranhato também confirmou a permanência no comando do time.

Sem competições oficiais no restante do ano, a diretoria estuda o empréstimo de alguns atletas para os meses seguintes. A previsão do início da pré-temporada é para o começo de outubro.

Foto: Cianorte Oficial.

Siga em:
Londrina repete últ
Foz do Iguaçu apres

<p>Na adolescência, trocou as revistas teen pelo noticiário esportivo. A paixão pelo esporte motivou a opção pelo curso de Jornalismo. Acredita que o esporte traz ensinamentos que vão além dos campos, dos ginásios e das piscinas.</p>

Classifique este artigo