Com aniversariante inspirado, Cascavel bate União e vira vice-líder

O aniversariante deste domingo (4) era o meia Dinélson, mas quem ganhou o presente foi a torcida do Cascavel. Nesta tarde, o jogador adiantou sua própria festa e marcou os dois gols da Cobra na vitória sobre o CE União, pela 4ª rodada da Taça Dionísio Filho. Com o resultado, o Cascavel assumiu a vice-liderança do grupo A do Campeonato Paranaense de 2018. O Azulão do Sudoeste permaneceu na quarta posição do grupo B.

Na próxima rodada, o CE União vai até o Estádio do ABC para enfrentar o Foz do Iguaçu. O Cascavel tem parada dura: no Olímpico Regional, a Serpente encara o Atlético-PR.

União começa melhor, mas Cascavel cresce e abre o placar

O CE União iniciou a partida sabendo bem de sua missão: vencer para tentar aumentar a diferença para as últimas posições do grupo B da Taça Dionísio Filho. Por conta disso, o Azulão do Sudoeste foi para cima do Cascavel. Depois de algumas finalizações sem perigo, o União enfim acertou o alvo. Aos 9 minutos, Sato partiu com liberdade e arriscou da entrada da área, mas Vinícius mostrou reflexo e efetuou grande defesa.

O União seguia melhor, mas a superioridade do time da casa não impediu que o Cascavel abrisse o placar. Aos 14 minutos, Elivélton cobrou falta para a área e Dinélson desviou levemente para tirar de Marcos Paulo. De quebra, o  gol esfriou um pouco o ânimo do União.

Aos 24 minutos, o Cascavel roubou a bola na defesa e engatou o contra-ataque. Tocantins conseguiu entrar na área com a bola dominada e chutar, mas Marcos Paulo operou um milagre e salvou o Azulão. Aos 32 minutos, Elivélton acertou grande cruzamento para Tocantins. O meia fez como manda o manual, cabeceando para baixo, mas a bola raspou a trave.

O técnico do CE União, Ivair Cenci, estava suspenso e não pôde comandar sua equipe. Aucioni Vaz, seu substituto, não estava gostando da produção ofensiva do União, e sacou Sato para colocar Max. No entanto, a mudança não surtiu efeito imediato, e o Cascavel seguiu em vantagem até o intervalo.

Aniversariante artilheiro

Na primeira etapa, quem garantiu a vitória parcial do CE União foi Dinélson. Por coincidência, o meia estava completando 32 anos neste domingo (4). Pode parecer clichê associar a atuação do jogador com a data festiva, mas o primeiro grande acontecimento do segundo tempo reforçou a ideia. Aos 5 minutos, o artilheiro da tarde dominou com estilo, mandou uma bomba da entrada da área e presenteou a torcida aurinegra com o segundo gol.

O União cresceu depois do gol sofrido. Quem assumiu a responsabilidade no time da casa foi William, que tentou criar a maioria das jogadas. Aos 25 minutos, o meia acertou bom chute, mas a bola raspou a parte externa da rede. As demais mudanças do União também ajudaram o time a pressionar o adversário, mas o gol não aparecia.

Aos 44 minutos, Fornazari recebeu cruzamento e quase marcou o gol de honra do time da casa. Porém, Vinícius confirmou sua boa atuação e fez ótima defesa para segurar o resultado. Aos 46 minutos, Bitelo quase anotou o terceiro do Cascavel. Ele venceu a zaga, chutou fraco entre as pernas de Marcos Paulo, mas Weverton apareceu impedido e empurrou para o gol quando a bola passava por cima da linha. O assistente confirmou o impedimento, e o placar final foi mesmo de 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
CE UNIÃO 0 X 2 FC CASCAVEL

CE União: Marcos Paulo; Paulo Henrique (Fornazari), Spice (Júlio Pacato), Junior e Thiaguinho; Casimiro, Sorbara, Sato (Max) e William; Vieira e Rodolfo.
Técnico: Aucioni Vaz.

FC Cascavel: Vinícius; Wagner Líbano, Danilo, Junior Fell e Elivélton; Xaves, Vinícius Hess, Dinélson (Oberdan) e Tocantins (Bitelo); Afonso (Alef) e Weverton.
Técnico: Milton do Ó.

Local: Estádio Municipal Anilado, em Francisco Beltrão (PR)
Data/Horário: 04/02/2018, às 17h
Árbitro: Rogério Menon da Silva
Assistentes: Jonathan Evers Dias e Zacarias Chumlhak

Público/Renda: 1615 pagantes/1770 total/R$37.810,00
Cartões Amarelos: Vinícius (Cascavel).
Gols: Dinélson, aos 14′ do 1º tempo e 5′ do 2º tempo para o Cascavel.

Foto: FC Cascavel Oficial

Siga em:
Prudentópolis e Mar
Com um expulso para

Estudante de Engenharia, fanático por futebol. Encontro nos textos uma forma de desenvolver novas aptidões e acompanhar de perto os bastidores do futebol.

Classifique este artigo