17 de December de 2017 5:47:52

“Batendo na trave” pelo segundo ano seguido, Londrina se consolida na Série B

Novamente o Londrina encerra sua participação no Campeonato Brasileiro da Série B com o sentimento que poderia ter conseguido o acesso à principal divisão do futebol brasileiro. O 6º lugar em 2016 e o 5º lugar em 2017, mostra a consolidação do trabalho desenvolvido nos últimos anos e faz o torcedor sonhar em estar na Série A em um futuro próximo.

Ao término das 38 rodadas, o Tubarão chegou aos 62 pontos, com 18 vitórias, oito empates e 12 derrotas, com um aproveitamento de 54,4% dos pontos disputados. Está campanha de 2017 superou o do ano anterior, quando o alviceleste terminou a competição em sexto, com 60 pontos. Superar o feito de 2016, era um dos objetivos do clube. Com o técnico Cláudio Tencati disse após o empate contra o América Mineiro, o que tirou as chances de acesso do Londrina, a campanha do primeiro turno jogando dentro do Estádio do Café, tirou a vaga do clube na elite do futebol brasileiro.

Em casa, o Londrina foi o 7º em toda a Série B, com 34 pontos, sendo nove vitórias, sete empates e três derrotas, tendo um aproveitamento de 59,6% dos pontos. O quarto time de melhor campanha em casa na Série B, foi o Ceará, que teve um aproveitamento de 66,6%. Já fora de casa, o Tubarão terminou dentro do G-4 na competição, com 28 pontos conquistados, sendo nove vitórias, um empate e nove derrotas, um aproveitamento de 49,1% da pontuação disputada.

O Londrina foi o dono do melhor ataque da competição com 56 gols feitos, tendo seu artilheiro na Série B, o atacante Jonatas Belusso, que participou apenas do primeiro turno da competição, antes de ser negociado com o futebol árabe. Belusso deixou sua marca por 11 vezes. Na sequência, aparece outro atacante, Carlos Henrique, que fez nove gols na Série B e fechando o pódio de artilheiros do Londrina, Artur ficou um gol atrás e fechou a competição com oito gols. Artur também foi o líder de assistências na Série B, com 11 passes para gols.

Por outro lado, a defesa do Londrina que em 2016, foi a melhor das duas principais divisão do Brasileirão, desta vez, ficou entre as últimas. O sistema defensivo do Tubarão sofreu 46 gols, sendo ao lado de Goiás, Criciúma e Guarani, a 6º pior defesa da competição.

Após duas boas temporadas na Série B, agora o Londrina terá uma troca no comando técnico para 2018, onde Cláudio Tencati se despediu do time, após sete temporadas e já tem substituto, que é Ricardinho, que terá a missão de colocar o Londrina na Série A de 2019.

Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina EC Oficial.

Siga em:
Independente São Jo
Toledo vence Imperia

<p>Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.</p>

Classifique este artigo