Atlético-PR vence nos pênaltis o Bahia e avança as semifinais da Sul-Americana

O Atlético Paranaense perdeu no tempo normal por 1 a 0 para o Bahia, na noite desta quarta-feira (31),  na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), pela partida de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, mas derrotou o adversário nas cobranças de pênaltis por 4 a 1 e avançou na competição. Douglas Grolli marcou o gol do clube baiano no tempo normal. Avançando as semifinais, o Furacão terá outro clube brasileiro pela frente, o Fluminense, que derrotou o Nacional (URU). A primeira partida será na capital paranaense e o jogo de volta no Rio de Janeiro (RJ). O próximo jogo do Rubro-negro será no domingo (4), às 19h, em Porto Alegre (RS), contra o Internacional, no Estádio Beira-Rio. Já o Tricolor baiano também irá jogar no domingo (4), às 19h, contra a Chapecoense, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Partida equilibrada, Furacão tem a melhor chance, mas o Bahia que marca

Logo aos 20 segundos de partida, Marcelo Cirino desceu, tentou o chute que ficou na marcação, na sobra, Pablo arriscou por cima da meta do Bahia. Aos 4′, Nino Paraíba tentou o cruzamento, pegou mal na bola e ela ficou com Léo do lado esquerdo, ele tentou o chute e a bola passou na frente da gol de Santos. Com 8 minutos, em falta de longe, Pablo arriscou para o gol e Douglas defendeu em dois tempos.

Com 16 minutos, Júnior Brumado chegou a balançar as redes, mas o árbitro havia marcado falta antes da bola ultrapassar a linha do gol. Aos 22′, Raphael Veiga cobrou escanteio no primeiro poste e Pablo desviou para fora. Com 33′, Raphael Veiga cobrou falta na ponta direita do ataque, a bola foi a meia altura, passou por todo mundo e assustou Douglas.

Aos 36 minutos, Renan Lodi cruzou para dentro da área, Raphael Veiga passou da bola e tentou o chute, a bola subiu e caiu na rede por cima do gol. No minuto seguinte, Nino Paraíba cobrou lateral para dentro da área, a bola ficou com Zé Rafael, que ajeitou e Léo chegou batendo, Santos agarrou no centro da meta.

Com 40′, Pablo armou contra-ataque, avançou e tocou para trás dentro da área, Marcelo Cirino ajeitou e bateu, Lucas Fonseca se atirou na bola e interceptou o chute, na sobra, Renan Lodi cometeu falta. Sete minutos depois, Léo cobrou lateral para dentro da área, Nilton dividiu no alto e ficou com a sobra por baixo, tentou o chute que saiu mascado, Douglas Grolli desviou no meio do caminho e abriu o placar para o Tricolor baiano.

Furacão pressiona, assusta, mas não consegue empatar a partida

Com 8 minutos, Jonathan cruzou no segundo pau, Nikão se esticou tentando um voleio, mas a bola foi para fora. Dez minutos depois, Raphael Veiga recebeu de frente para o gol, girou o corpo e arriscou, Douglas encaixou a bola. Aos 20′, Renan Lodi passou por Zé Rafael e cruzou para Pablo, que dividiu com Douglas Grolli e a bola saiu pela linha de fundo.

Com 21′, Renan Lodi cruzou, Marcelo Cirino ajeitou de cabeça para a marca do pênalti, Pablo chegou batendo de perna esquerda e a bola subiu. Aos 32 minutos, Nikão cruzou para a área, a bola ficou viva na meia lua, Lucho González tentou o chute e dividiu, na sobra, Paulo André tentou o voleio e Douglas agarrou a bola. Com 34′, Edigar Junio ganhou a jogada no meio, levou até dentro da área e chutou para fora. Aos 37′, em falta, Lucho rolou para Nikão, que soltou a perna esquerda, a bola desviou e saiu pela linha de fundo. Quatro minutos depois, Pablo cobrou falta do bico esquerdo da área, a bola passou com perigo ao gol de Douglas.

Pênaltis

Jonathan abriu as cobranças deslocando o arqueiro do Bahia, 1 a 0. O ex-Rubro-Negro, Vinícius, parou em Santos, que caiu no canto esquerdo para fazer a defesa. Raphael Veiga soltou a perna esquerda no ângulo direito de Douglas, que pulou para o canto esquerdo, 2 a 0. Zé Rafael bateu por cima da meta ao tentar colocar no alto do canto esquerdo.

Lucho González foi para a terceira cobrança e também colocou no ângulo direito de Douglas, que não alcançou a bola, 3 a 0. Edigar Junio, outro ex-jogador do Furacão, bateu no ângulo esquerdo de Santos, que não saiu na foto. Para fechar, Pablo com categoria colocou no ângulo esquerdo e saiu para o abraço, 4 a 1.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X BAHIA

Atlético-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington (Bruno Guimarães), Lucho González e Raphael Veiga; Nikão (Bergson), Marcelo Cirino (Rony) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Lucas Fonseca e Léo; Nilton, Flávio, Elton (Gregore) e Zé Rafael; Élber (Vinícius) e Júnior Brumado (Edigar Junio).
Técnico: Enderson Moreira.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/ Horário: 31/10/2018, às 21h45
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrera (PER).

Público/ Renda: 21.977 público total/ R$ 596.160,00.
Cartão amarelo: Renan Lodi e Bruno Guimarães (Atlético-PR); Léo, Vinícius, Élber e Zé Rafael (Bahia)
Gols: Douglas Grolli aos 47′ do 1º tempo (Bahia).

Foto: Atlético Paranaense Oficial.

Siga em:
Com passagens pela E
Lateral do Londrina

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo