Atlético-PR sai na frente, mas cede virada para o Cruzeiro na Copa do Brasil

Após maus resultados no Brasileirão e apesar da classificação, na Sul-Americana, o Atlético-PR enfrentou o Cruzeiro na Arena da Baixada pela primeira partida da oitava de final da Copa do Brasil. Sem poder contar com Nikão, Paulo André, Guilherme e Jonathan, Diniz escalou Bergson e Raphael Veiga como titulares.

Novamente o Atlético-PR saiu na frente, com gol de Carleto. Mas em mais uma apresentação irregular no segundo tempo, o Cruzeiro virou a partida com gols de Henrique e Raniel.

Na bola parada

Em um primeiro tempo movimentado o Furacão foi o primeiro a chegar com perigo. Matheus Rossetto aproveitou a sobra e arriscou de longa, obrigando Fabio a ceder escanteio. O rubro negro teve nova chance de abrir o placar com Carleto, mas o chute do lateral parou nas mãos do goleiro cruzeirense.

O Cruzeiro foi chegar com perigo aos 34 minutos, Robinho, também de fora da área arriscou, mas Santos espalmou. O Atlético-PR, encontrou seu gol na bola parada. Aos 41, Thiago Carleto cobrou forte uma falta da intermediária, a bola ganhou efeito e no quique enganou o Fabio. O Furacão até balançou as redes por uma segunda vez mas em posição de impedimento, o gol de Zé Ivaldo, foi corretamente anulado. O primeiro tempo estava acabando, mas em um erro de passe, a bola sobrou para De Arrascaeta, mas Santos saiu no abafa e evitou o empate.

Nova derrota de virada

O Atlético-PR começou bem, bela troca de passes e Carleto encontra Pavez na entrada da área e de primeira obrigou Fábio mandar para escanteio. Na cobrança do ala esquerdo, Pablo mandou ao lado do gol. O Cruzeiro respondeu também com uma bela trama de bola. Em triangulação pela esquerda Robinho chutou em cima de Thiago Heleno e ganhou escanteio. A equipe mineira chegou novamente com perigo ao gol de Santos, De Arrascaeta lança Robinho que cruzou para Sassá, mas o atacante cabeceou mau a bola.

Após as boas chegadas da equipe cruzeirense, o jogo deu uma esfriada, o Atlético-PR abusava da troca de passes e o Cruzeiro subiu sua linha de marcação. Faltando dez minutos para o fim, Henrique arriscou de fora da área, a bola desviou em Thiago Heleno e matou Santos, e a equipe mineira empatou a partida.

Novamente o Furacão deu uma apagada no segundo tempo, a única finalização foi aquela de Pavez, logo no inicio da etapa final. E a virada do Cruzeiro veio no fim do jogo, no 47 minutos Raniel arranca no meio da zaga atleticana e saiu na cara de Santos, o atacante teve a frieza e virou a partida. Em mais uma apresentação irregular, com a partida de hoje, já são seis jogos sem vitória. A partida de volta, no Mineirão está marcada para depois da Copa do Mundo, e o Atlético-PR precisará vencer por um gol para levar para os pênaltis e mais de um para avançar direto.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1X2 CRUZEIRO

Atlético-PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Thiago Heleno; Matheus Rossetto, Camacho, Lucho González (Bruno Guimarães) e Carleto; Raphael Veiga (Matheus Anjos), Pablo e Bergson (Marcinho).
Técnico: Fernando Diniz

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Mancuello), De Arrascaeta (Rafael Sobis) e Rafinha; Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Horário: 16/05/2018 às 21h45
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

Público|Renda: Não informado
Cartão amarelo: Bergson e Camacho (Atlético-PR); Egídio e Raniel (Cruzeiro)
Gols: Thiago Carleto aos 41′ do 1º tempo para o Atlético-PR; Henrique aos 35′ e Raniel aos 47′ do 2º tempo para o Cruzeiro.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense

Siga em:
Operário faz 7 a 0
Coritiba confirma co

Formado em jornalismo pela Uninter em 2014, com especialização em assessoria e gestão da Comunicação pela Positivo em 2016, repórter do Redação em Campo desde 2017, setorista do Atlético-PR e C.E União.

Classifique este artigo