Atlético-PR perde de virada para o Atlético-MG e segue sem vencer fora de casa

Na noite desta segunda-feira (10), o Atlético-PR viajou até Belo Horizonte para enfrentar a equipe do Atlético-MG. O jogo foi válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, e o time mandante ganhou de virada pelo placar de 3 a 1.

No primeiro tempo o Furacão abriu o placar aos 9 minutos. Maidana marcou contra para a equipe paranaense. Aos 25 minutos, a equipe do Galo empatou, com gol de cabeça de Leonardo Silva. Já no segundo tempo, a equipe mineira virou o placar. Aos 21’ Elias acertou o ângulo e marcou o segundo para o Galo. Aos 35’ Ricardo Oliveira passou pelo Santos e marcou o terceiro, cravando a vitória para os donos da casa.

Com o resultado, a equipe rubro-negra ficou na 14 colocação com 27 pontos. Já o adversário ficou com 41 pontos na 5ª posição. Na sequencia, o time paranaense se prepara para enfrentar a equipe da Chapecoense. O jogo da 20ª rodada, foi adiado para a próxima quinta-feira (13), às 20h.

Furacão abre o placar, mas o Galo empata em seguida

O primeiro tempo começou movimentado para as duas equipes. Aos 2 minutos, Fábio Santos tentou tabelar pela esquerda, mas Nikão estava esperto e conseguiu ficar com a bola. Aos 3’ Cazares acionou Tomás Andrade para o ataque. O meia cruzou, mas o goleiro Santos ficou tranquilamente com a bola. Aos 4’ Raphael Veiga cruzou para a área, mas a bola pegou muita força e saiu pela lateral. Aos 8’ grande chance para o Furacão. Raphael Veiga bateu cruzado, mas a defesa adversária cortou pela linha de fundo.

Aos 9 minutos, o Atlético-PR abriu o placar. Raphael Veiga cobrou escanteio fechado, Thiago Heleno subiu para cabecear, mas Maidana tocou contra o próprio gol e marcou para o Furacão no Estádio Independência. Aos 11’ o Atlético-MG tentou responder. Patric cruzou pela direita, mas Thiago Heleno chegou firme e cortou de cabeça. Aos 12’ Luan cruzou para área e Léo Pereira tirou. Fábio Santos ficou com a sobra e tentou chutar, mas Raphael Veiga afastou o perigo. Aos 13’ Ricardo Oliveira cabeceou para o canto, mas a defesa do Furacão afastou. Na sequencia Tomás Andrade mandou uma bomba, mas o goleiro Santos praticou grande defesa. Aos 22’ Tomás Andrade recebeu pela esquerda, cruzou fechado, mas Santos se esticou e mandou pela linha de fundo.

Aos 25 minutos o Galo empatou. Tomás Andrade cruzou pela esquerda, Leonardo Silva cabeceou firme e colocou para o fundo das redes, igualando o marcador em Belo Horizonte. Aos 37’ Cazares tocou para Luan, que soltou uma bomba de fora da área, mas a bola subiu muito e saiu pela linha de fundo. Aos 39’ Marcinho cruzou para Nikão que bateu de primeira, mas a zaga adversária ficou com a bola. Aos 42’ Jonathan recebeu e cruzou para a área, mas o goleiro Victor se antecipou e ficou com a bola. Aos 46’ Cazares cobrou falta para dentro da área e Léo Pereira desviou, terminando o primeiro tempo empatado em 1 a 1.

Equipe mineira vira o jogo e crava a vitória dentro do Horto

Os primeiros minutos do segundo tempo foram movimentados para a equipe paranaense. No primeiro minuto, Marcinho avançou para o meio, mas foi parado com falta pelo Elias. Aos 3’ Raphael Veiga ajeitou e Marcinho cruzou para área. Na sequencia, Léo Pereira se esticou mas não conseguiu alcançar e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 4’ Marcinho avançou pela direita e tocou para Raphael Veiga que bateu forte, mas Victor defendeu a jogada. Aos 6’ Nikão recebeu de Marcinho, ajeitou e bateu firme para o gol, mas a bola explodiu no travessão do goleiro Victor. Aos 5’ Patric cruzou rasteiro na área, Ricardo Oliveira recebeu mas não conseguiu finalizar e a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 9’ Bruno Guimarães recebeu de Nikão mas acabou finalizando por cima do gol. Aos 16’ Nikão ajeitou e Lucho González bateu para o gol, mas a bola passou em cima do travessão do Victor. Aos 21’ o gol da virada. Luan recebeu na direita, tocou para Elias que ajeitou e soltou uma pancada no ângulo do gol para virar o placar para os donos da casa. Aos 25’ Raphael Veiga cobrou falta para dentro da área, mas Patric cortou para escanteio. Aos 28’ Raphael Veiga cobrou escanteio e a bola ficou viva na pequena área. Na sequencia, Pablo mandou chute forte, mas a bola explodiu na trave.

Aos 31’ outra grande chance para o Furacão. Matheus Rossetto desceu pelo meio, Rony dominou, girou e bateu de fora da área, mas o goleiro Victor se esticou e fez a defesa. Aos 35’ Ricardo Oliveira marcou o terceiro. O atacante recebeu de Cazares, passou pelo goleiro Santos e marcou o gol da vitória para a equipe mineira. No ultimo minuto, Raphael Veiga cobrou falta fechada para o Furacão, mas o goleiro Victor espalmou, terminando a partida com a vitória de 3 a 1 para os donos da casa.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 1 ATLÉTICO-PR

Atlético-MG: Victor; Patric, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Adílson (José Welison), Galdezani (Elias) e Cazares; Luan, Ricardo Oliveira e Tomás Andrade (Terans).
Técnico: Thiago Larghi.

Atlético-PR: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Bruno Guimarães (Bergson), Lucho González (Rossetto) e Raphael Veiga; Nikão, Marcinho (Roni) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes.

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).
Data/Horário: 10/09/2018 às 20h00.
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).
Assistentes: Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP).

Público/Renda:
Cartão Amarelo: Matheus Galdezani (Atlético-MG); Lucho Gonzalez (Atlético-PR); Leonardo Silva (Atlético-MG); Santos (Atlético-PR), Patric (Atlético-MG); Bergson (Atlético-PR); Jonathan (Atlético-PR).
Cartão Vermelho: Nikão (Atlético-PR).
Gols: Leonardo Silva aos 25’ do 1º tempo, Elias aos 21’ do 2º tempo, Ricardo Oliveira aos 35’ do 2º tempo paraa o Atlético-MG. Maidana, contra, aos 9’ do primeiro tempo para o Atlético-PR.

Foto: Atlético-PR Oficial

Siga em:
Foz Cataratas goleia
Seleção Brasileira

Meu nome é Bárbara Borges, tenho 19 anos, sou estudante de Jornalismo da PUC-PR. Sou apaixonada por esporte, principalmente por futebol. Adoro escrever sobre isso, e vou sempre no estádio ver meu time do coração, assim posso ficar cada vez mais perto do esporte.

Classifique este artigo