Atlético-PR perde para Newell’s Old Boys mas garante a classificação na próxima fase da Sul-Americana

Na noite desta quinta-feira (10), Newell’s Old Boys e Atlético-PR entraram em campo pela decisão da primeira fase da Sul-Americana. A partida aconteceu no Estádio Marcelo Bielsa, na cidade de Rosário, na Argentina. O Furacão viajou com a vantagem de 3 a 0, já que venceu o primeiro jogo dentro da Arena da Baixada.

O primeiro tempo teve muito toques de bolas, com chances parra os dois lados. O Newell’s pressionou a saída de bola do Furacão dificultando a equipe brasileira de siar para o ataque. Os dono da casa abriram o placar aos 36’ com gol de Luís Leal, artilheiro do time argentino. No segundo tempo o atacante marcou o segundo aos 21 minutos. Mesmo com toda pressão, aos 40’ o Atlético-PR conseguiu chegar ao ataque e marcar o gol da classificação. Renan Lodi mandou para área e Nikão finalizou para as redes, deixando o placar agregado maior para a equipe do Furacão.

O time mandante saiu na frente aos 36’ com gol de Luís Leal

O primeiro tempo começou com toques de bola por parte das duas equipes. Logo no primeiro minuto de jogo teve a primeira chegada do time mandante. Nadalin tentou mandar cruzamento para área, mas Santos se antecipou e ficou com a bola. Aos 2 minutos veio a resposta do Furacão. Nikão mandou cruzamento para dentro da área, mas a bola acabou indo muito forte e saindo pela linha de fundo. Aos 7’ a equipe do Newell’s desceu em velocidade em direção ao ataque mas a zaga atleticana cortou o perigo. Aos 9’, Figueroa desceu pela esquerda e bateu cruzado e a bola acabou passando muito perto do gol de Santos.

Aos 11 minutos, foi a vez do Furacão. Lucho arriscou de longe, mas a bola passou por cima do gol. Aos 12’ grande chance para o Newell’s. Rivero chutou rasteiro de longe, mas Santos pratica uma grande defesa. Aos 16’ Fontanini recebe dentro da área, cabeceia, mas o goleiro Santos defendeu tranquilamente a jogada. Aos 21’ Leal chegou pela direita e finalizou mas a bola foi pelo lado de fora das redes. Aos 26’ grande jogada dos visitantes. Camacho mandou cruzamento para Renan Lodi que estava sozinho pela esquerda. O lateral dominou e mandou para o gol, mas o goleiro Ibáñez estava esperto e defendeu a jogada.

Aos 36’, o Newell’s Old Boys abre o placar. Na puxada de um contra-ataque, Luís Leal recebeu e invadiu a área ficando de cara para o gol e finalizando para o fundo das redes. Aos 37 minutos, chegada do Atlético-PR. Renan Lodi cruzou para Pablo que finalizou para o gol, mas o assistente marcou impedimento dentro do lance e anulou o gol do Furacão. Aos 44’ Camacho errou na saída e deixou a bola nos pés de Figueroa, que ajeitou e mandou para Luís Leal, mas o bandeirinha assinalou impedimento do atacante, terminando o primeiro tempo com 1 a 0 para os donos da casa.

Newell’s amplia o placar, mas Nikão marca e crava a classificação atleticana

O segundo tempo começou movimentado para as equipes. No primeiro minutos, o Atlético chegou ao ataque, mas na hora de finalizar, o Guilherme acabou parando na zaga argentina. No minuto seguinte veio a resposta do Newell’s. Fertolli puxou o contra-ataque, driblou os marcadores e tocou para Figueroa. Na finalização, Santos fez grande defesa para a equipe atleticana. Aos 5’ outro contra-ataque do Newell’s. Leal recebeu pela direita, mas é travado pela marcação no momento do chute. Aos 10 minutos, Figueroa chutou forte de fora da área, mas a bola sai pelo lado direito do gol do Santos.

Aos 11’, zagueiro do Newell’s colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro assinalou penalidade máxima. No minuto seguinte o assistente comunicou o impedimento do atacante atleticano, fazendo com que o juiz voltasse atrás com a decisão. Aos 15’ Pablo recebeu e mandou para o gol, mas o árbitro assinalou impedimento novamente. Aos 16’, Leal chegou pela esquerda e cruzou para dentro da área. Santos se antecipou e afastou o perigo. Aos 20 minutos, Newell’s ampliou o placar. Luís Leal recebeu cruzamento da esquerda, ajeitou e finalizou para as redes, marcando o segundo para os donos da casa e pressionando o time atleticano.

Aos 22’ Nikão em uma cobrança de falta mandou nas redes pelo lado de fora do gol de Ibáñez. Aos 26 minutos outra grande chance para os donos da casa. Leal novamente apareceu livre na área e cabeceou para o gol, mas a bola passou raspando a trave do goleiro Santos. Aos 36’ grande chance para o Furacão que conseguiu chegar no ataque. Raphael Veiga recebeu na entrada da área, mas acabou finalizando nas mãos do goleiro Ibáñez. Aos 40’ o Atlético-PR marcou o gol da classificação. Renan Lodi cruzou rasteiro e Nikão completou para o fundo das redes, classificando o Furacão para a próxima fase da Sul-Americana.

Aos 43’ o Atlético-PR continuou no ataque. Bruno Guimarães arriscou na entrada da área, mas a bola foi pelo lado esquerdo do gol do Newell’s. Aos 45’ outra grande chance. Nikão avançou pela esquerda e cruzou dentro da área mas Raphael Veiga não conseguiu chegar para finalizar, terminando a partida com a vitória para os donos da casa, mas dando a classificação para o Atlético-PR.

FICHA TÉCNICA
NEWELL´S OLD BOYS 2 X 1 ATLÉTICO-PR

Newell’s Old Boys: Ibañez; Nadalin, Bianchi, Fontanini e Ferroni; Sills (Alexis Rodríguez), Rivero (Torres), Bernardello, Figueroa e Fertoli; Leal.
Técnico: Diego Aguirre

Atlético-PR: Santos; Esteban Pavez, José Ivaldo e Thiago Heleno; Matheus Rossetto (Wanderson), Lucho (Bruno Gimarães), Camacho e Renan Lodi; Nikão, Pablo e Guilherme (Raphael Veiga).
Técnico: Fernando Diniz

Local: Estádio Marcelo Bielsa, em Rosário (ARG)
Data/Horário: 10/05/2018, às 19h15
Árbitro: Carlos Orbe (EQU)
Assistentes: Ricardo Baren (EQU) e Edwin Bravo (EQU)

Cartões Amarelo: Sills (Newell’s); Nikão (Atlético-PR); Lucho (Atlético-PR);
Gols: Luís Leal aos 36’ do 1º tempo; Ferroni aos 21’ do 2º tempo para o Newell’s Old Boys. Nikão aos 40’ do 2º tempo para o Atlético-PR.

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético-PR Oficial

Siga em:
No reencontro com Cl
Terceira rodada do P

Meu nome é Bárbara Borges, tenho 19 anos, sou estudante de Jornalismo da PUC-PR. Sou apaixonada por esporte, principalmente por futebol. Adoro escrever sobre isso, e vou sempre no estádio ver meu time do coração, assim posso ficar cada vez mais perto do esporte.

Classifique este artigo