18 de August de 2017 11:58:50

Atlético Paranaense vence com um a menos e triunfa pela primeira vez na Série A

O Atlético Paranaense se segurou e no final conseguiu o seu gol para garantir a primeira vitória no Brasileirão, por 1 a 0, contra o Atlético Mineiro, no Estádio Independência, na noite desta quarta-feira (14), pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Sidcley foi quem marcou o gol do rubro-negro paranaense. Com a derrota, o Galo Doido entra na zona de rebaixamento com seis pontos, na 17ª colocação. Já o rubro-negro paranaense, chega aos cinco pontos, mas não consegue sair da última e 20ª colocação. O clube mineiro na próxima rodada vai até São Paulo, enfrentar o São Paulo, no Morumbi, às 16h, no domingo (18). O Furacão joga um dia antes, no sábado (17), contra outro Atlético, só que o de Goiás, às 16h, no Estádio Olímpico de Goiânia, contra o Atlético Goianiense.

Furacão sofre pressão, se segura, perde Lucho expulso, mas o placar fica zerado

A primeira boa chegada foi do clube paranaense, logo aos 2′, Sidcley recebeu na esquerda e trabalhou a bola para Yago, que desviou a bola por cima da meta de Victor. Aos 12 minutos, Elias tentou o cruzamento, a bola foi em direção ao gol e Santos deu um tapinha na bola jogando para escanteio. Com 19′, Valdívia cobrou falta para dentro da área, Rafael Moura desviou e Santos facilmente ficou com a bola.

Aos 21′, Rafael Moura escorou a bola com o peito para Marlone, o meio-campo chegou batendo, a bola desviou na defesa e passou com muito perigo à meta de Santos. Com 35 minutos, Robinho começou a jogada, tocou para Elias que acionou Rafael Moura que voltou a jogada em Robinho, que de frente para o gol, ele dominou e bateu por cima do gol do Furacão. Cinco minutos depois, Lucho González matou o contra-ataque do Galo, fez falta em Robinho, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Aos 45′, Yago cobrou escanteio, Grafite desviou, Victor foi buscar e mandou ela para escanteio.

Atlético se defende e no finalzinho marca o gol da primeira vitória do Furacão na Série A

A primeira chegada de perigo, como na primeira etapa, foi da equipe visitante, aos 16′, Nikão cobrou escanteio do lado esquerdo, Deivid cabeceou a bola e ela foi no travessão, na volta Victor ficou com ela. Com 21 minutos, Rafael Carioca acertou um chute forte, Santos não chegaria na bola, mas Thiago Heleno em cima da linha, afastou o perigo. Dois minutos depois, Otero cobrou falta, a bola desviou na barreira e foi para fora.

Aos 26′, Robinho achou Elias, que bateu forte e Santos agarrou a bola. No lance seguinte, Nikão recebeu, arrancou, passou por Alex Silva e bateu cruzado, Victor espalmou e ninguém do Furacão apareceu para conferir. Com 37′, Rafael Moura arriscou de fora da área e Santos fez a defesa. Aos 45′, Sidcley cobrou lateral, o zagueiro Leonardo Silva cabeceou para trás e a bola sobrou para o próprio Sidcley, que avançou, cara a cara com Victor, deslocou o arqueiro do Galo para abrir e decretar a vitória no Estádio Independência.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO MINEIRO 0 X 1 ATLÉTICO PARANAENSE

Atlético Mineiro: Victor; Alex Silva (Thalis), Leonardo Silva, Felipe Santana e Fabio Santos; Rafael Carioca, Elias (Elder Santana), Marlone e Valdívia (Otero); Robinho e Rafael Moura.
Técnico: Roger Machado.

Atlético Paranaense: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto (Deivid), Lucho González, Nikão (Nicolas) e Yago (Douglas Coutinho); Grafite.
Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data/ Horário: 14/06/2017
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE).

Público/ Renda: 10.924 total/ R$ 247.638,00.
Cartões amarelos: Leonardo Silva e Alex Silva (Atlético Mineiro); Lucho González, Deivid, Jonathan e Nicolas (Atlético Paranaense)
Cartão vermelho: Lucho González (Atlético Paranaense)
Gols: Sidcley aos 45′ do 2º tempo pelo Atlético Paranaense.

 

Foto: Marco Oliveira/Site Oficial CAP

Siga em:
Coritiba recebe Bahi
Na reinauguração d

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo