Em jogo morno, Atlético-PR e Cianorte não saem do zero na Arena

Atlético-PR e Cianorte entraram em campo na Arena da Baixada pela terceira rodada da Taça Dionísio Filho, o 1º turno do Campeonato Paranaense de 2018. O Furacão colocou em prova seu 100% de aproveitamento e liderança do Grupo 2 diante do Leão do Vale, que também é líder no Grupo 1.

Com um jogo morno, de muita posse de bola sem efetividade pelo lado do Atlético-PR e muito erro de passes na saída de contra ataque do Cianorte, Furacão e Leão não saíram do 0 a 0 na Arena da Baixada, mas mantém as lideranças de seus grupos.

Sem grandes emoções

O Atlético-PR priorizou a posse de bola e jogando pelas pontas , a primeira chegada do Furacão foi aos quatro minutos, na bobeada da zaga do Cianorte, Giovanny alcançou uma bola quase perdida e jogou no meia da área, mas Deivid desequilibrado por Ederson mandou por cima do gol de Silvio. Novo levantamento na área do Cianorte, a bola percorre a grande área mai o camisa 9 do rubro negro cabeceou na rede pelo lado de fora.

O Leão do Vale chegou com perigo somente aos dezoito minutos, Xavier encontra Maikinho livre pela esquerda e na hora do chute Cascardo trava evitando o gol do Cianorte. O Atlético-PR errava muitos passes e em um desses erros Maikinho e Xavier fizeram bonita jogada, o camisa 10 cianortense sai de frente para o goleiro Léo, que manda para escanteio.

A última tentativa de tirar o zero do placar saiu aos 36 minutos, Giovanny recebe enfiada de bola e é derrubado ao lado da meia lua, na cobrança o meia busca o cando inferior do goleiro Silvio, mas a bola desvia na barreira. Mesmo com a posse de bola o Atlético-PR não conseguiu construir as jogadas, o Cianorte bem postado, buscou no erro do Furacão levar perigo ao gol de Léo.

Sem gols

O segundo tempo começou assim como o primeiro,  Atlético-PR com a posse de bola e o Cianorte tentando sair em contra ataque, o meio campo do Furacão seguia fazendo passes curtos no meio, mas ofensivamente não funcionou, já o Leão quando conseguia recuperar a bola também cometia erros, deixando o jogo morno.

As chances começaram aparecer nas jogadas individuais, a primeira com Renan Lodi que aos 24 minutos deixou a marcação para trás e na finalização do lance a bola bateu no travessão.  Para dar mais movimentação ao meio campo Tiago Nunes colocou Felipe Dorta e Demethryus, e foi o meia de 18 anos que deu um gás na partida, que na habilidade conseguiu chegar com perigo ao gol de Silvio.

Mesmo com as mudanças o Atlético-PR continuou errando, do outro lado o Leão do Vale não conseguia aproveitar as jogadas, o gol não saiu na Arena da Baixada e o Furacão e Cianorte seguem lideres de seus grupos.  Na próxima rodada do paranaense o  Atlético-PR terá pela frente o rival Coritiba no Couto Pereira mas antes o Furacão vai ao Rio Grande do Sul enfrentar o Caxias pela Copa do Brasil. Já o Cianorte, recebe o ABC também pela copa nacional e no domingo vai a Londrina enfrentar o Tubarão no Estádio do Café.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 0X0 CIANORTE

Atlético-PR: Léo; Gustavo Cascardo, Zé Ivaldo, Emerson e Renan Lodi; Deivid e Guilherme Rend (Pierre); Giovanny (Demethryus), João Pedro e Yago (Felipe Dorta); Ederson.
Técnico: Tiago Nunes

Cianorte: Silvio; Gerônimo, Montoya, Marcão e Filipe Ramon; Carrilho, Sidnei e Xavier; Maikinho (Jovany), André Luis (Clébinho) e Neto Costa (Richarlyson).
Técnico: Marcelo Caranhato.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data/Horário: 27/01/2018, às 17h00
Árbitro: Murilo Ugolini Klein
Assistentes: Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto e Leandro Polli Glugoski

Público|Renda:  7.043 total | R$ 156.540,00
Cartão amarelo: Gustavo Cascardo, Guilherme Rend, Pierre (Atlético-PR); Carrilho, Maikinho, Montoya (Cianorte)

Foto: Miguel Locatelli/ Atlético Paranaense Oficial.

Siga em:
Buscando iniciar uma
Com retorno de Nei,

Formado em jornalismo pela Uninter em 2014, com especialização em assessoria e gestão da Comunicação pela Positivo em 2016, repórter do Redação em Campo desde 2017, setorista do Atlético-PR e C.E União.

Classifique este artigo