Após primeiro revés, Nacional AC de Rolândia busca voltar a vencer

O Nacional AC de Rolândia sofreu sua primeira derrota e perdeu os 100% de aproveitamento no último domingo (30), contra o Grêmio Maringá, jogando fora de casa. Depois do seu primeiro revés na Terceirona do Paranaense, o NAC terá um clássico pela frente para voltar a vencer e podendo com combinação de resultados, garantir a classificação antecipada para as semifinais.

O treinador do Nacional AC, Índio Ferreira, sofreu a primeira derrota no comando do clube de Rolândia, salientou que não existe time imbatível e que as vezes, as vitórias podem esconder alguns problemas. “Eu sempre disse que não existia time fraco, nem time imbatível e foi o que aconteceu. Acredito que as vitórias elas são ótimas, mas esconde muitos erros”, destacou Índio.

Segundo o técnico, os jogadores ficaram chateados com a derrota, principalmente pela forma que ela aconteceu. “Os atletas ficaram muito chateados, não pela derrota, mas como perdemos o jogo. Fizemos um ótimo 1° tempo, mas na volta pro 2° tempo, o adversário entrou com mais disposição e determinado a vencer”, afirmou o comandante do NAC.

Brigando por uma vaga entre os quatro primeiros, o Nacional AC terá pela frente três confrontos diretos nas últimas três rodadas. Apesar das contas que o torcedor pode fazer, Índio fala que sempre vai pensar na próxima partida. “O jogo mais difícil é sempre o próximo. São três jogos contra adversários que estão brigando pela classificação, mas vamos pensar sempre jogo a jogo”, declarou Ferreira, que tem quatro vitórias e uma derrota na competição.

Na próxima rodada, o NAC terá um clássico regional pela frente, contra o Arapongas EC, no Estádio Érich George, em Rolândia, pela 6ª rodada do Campeonato Paranaense da Terceira Divisão. O treinador do Nacional AC acredita em mais uma partida difícil e que os problemas recentes extra-campo do adversário não irá influenciar dentro dos 90 minutos. “Arapongas EC é sempre um adversário difícil, não podemos nos preocupar com os problemas deles extra-campo. Já vivi situações parecidas e na hora que a bola rola, não existe problemas extra-campo, os caras querem vencer, até porque se vier derrota, as coisas ficam pior, mas se vier vitória, é o único jeito das coisas melhorarem”, declarou Índio Ferreira.

Mesmo com a derrota no último jogo, o técnico do NAC não deverá fazer mudanças na equipe, apenas a volta de um titular que não participou do confronto contra o Grêmio Maringá. “Acredito que a mudança será mesmo só a volta do zagueiro Vinicius, que ficou fora do jogo passado por problemas pessoais”, enfatizou o treinador.

Com uma combinação de resultados e uma vitória em casa, pode classificar o Nacional AC para as semifinais com duas rodadas de antecedência, mas para o treinador, não é momento de pensar nisso. “Nós vamos jogar pensando em ganhar o jogo, sabemos que teremos dificuldades, o adversário tem um time bem experiente e por esse motivo será um jogo de muita paciência. Queremos classificar, mas sempre será difícil”, falou Índio, que para se classificar, teria que vencer o Arapongas EC e torcer por uma derrota do Verê FC contra o Sport Campo Mourão.

Com três rodadas para o término da primeira fase da Terceirona, Índio Ferreira diz ter uma projeção de pontos para essas partidas, principalmente por jogar duas em casa, mas se o time não tiver concentração, não adiantará as projeções. “Sobre projeção, é óbvio que quando se joga em casa tu tem sempre mais possibilidade de obter um resultado positivo, mas quando a competição é difícil, fica o alerta e o nível de concentração tem que ser maior. Dentro de casa, fizemos dois jogos e ganharmos os dois, então vamos aproveitar o mando de campo”, finalizou o técnico.

Por conta das eleições, a partida contra o Arapongas EC será neste sábado (6), às 15h30, em Rolândia (PR), no Estádio Érich George, pela 6ª rodada da Terceirona paranaense.

Foto: Nacional AC Oficial.

Siga em:
Paranaense Feminino
Terceira fase do Par

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo