21 de January de 2018 1:05:57

Após a Copa Rubro-Verde, Portuguesa Londrinense se prepara para Divisão de Acesso

Depois de terminar na quarta colocação em sua participação na Copa Rubro-Verde de 2018, a Portuguesa Londrinense já começa seu planejamento para a disputa do Campeonato Paranaense da Segunda Divisão, onde conseguiu parceiros, está finalizando a captação de patrocínios e ainda não tem um “casa” para a disputa da competição, que leva dois clubes para a primeira divisão do Campeonato Paranaense.

O presidente da Lusinha, Edson Moreti, avaliou a participação do clube londrinense na Copa Rubro-Verde, que reuniu e aproximou as quatro Portuguesas do Brasil. “Foi uma competição puxada pela Portuguesa de Desportos e todos os clubes com o nome Portuguesa no Brasil está em decadência, precisamos resgatar este nome forte. É um nome que bem trabalhado em conjunto, de forma coesa, acredito que as novas ações, agora em conjunto, pode até trazer um patrocinador máster para a camisa e isso é muito importante para as Portuguesas. Mostrar para o Brasil que no Paraná, em São Paulo, na baixada santista e no Rio, existem as Portuguesas. Nós estamos aqui no anonimato, Rio de Janeiro no anonimato, a Santista no anonimato e a Portuguesa de Desportos que tem um visibilidade maior só de coisas ruins, nós acreditamos que após está ação, virão outras e será muito benéfica para o grupo”, comentou sobre tudo que envolveu a disputa da Copa Rubro-Verde, que reuniu a Portuguesa de Desportos, a Portuguesa Santista, a Portuguesa Carioca e a Portuguesa Londrinense.

Para a disputa da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense de 2018, a Lusinha fez uma parceria com um grupo de empresários, onde eles vão ceder atletas para a disputa da competição. “São um grupo de empresários, que têm jogadores, os que vierem deve ser algo em torno de 20 jogadores, juntando com mais um 15 jogadores aqui da Portuguesa, vamos ter um plantel de aproximadamente 35 jogadores, porém, acabou o estadual, os atletas estão livres e os empresários levam para onde quiserem”, esclareceu Edson Moreti sobre a parceria com a Lusinha e completou que estará no dia-a-dia do clube. “Nós estávamos buscando um parceiro, estou no dia-a-dia, estou junto, é parceiro, mas estarei administrando”, afirmou Moreti.

Sobre os boatos que surgiram, dizendo que o futebol tinha sido terceirizado e com isso, culminou na saída do técnico Walber Knário e do treinador do sub-19, Renan Felipe, o mandatário do clube lusitano desmentiu e esclareceu o que houve. “As pessoas vão falando sem saber a verdade, o Renan Felipe não saiu e não vai sair, ele é o comandante do nosso sub-19 e será o auxiliar-técnico do nosso profissional. A saída do Knário já estava prevista desde que terminou a Segunda Divisão em 2017, ele disse que não queria mais ser o treinador, mesmo assim, ele ainda me ajudou até o final do ano e nesta nova parceria, os empresários tem o técnico deles, uma comissão técnica, então colocamos o Renan como auxiliar porque ele já conhece o plantel aqui da Portuguesa”, disse Edson.

O grande problema enfrentado até agora pelo gestores do futebol da Portuguesa Londrinense está no local onde o clube mandará suas partidas, já que o Estádio do Café, será utilizado apenas pelo Londrina Esporte Clube, mas segundo o presidente, a Lusinha já tem algumas alternativas. “Todo ano é uma luta com esse negócio de campo, o Estádio do Café em função do Londrina estar na Série B do Campeonato Brasileiro, a preferência é deles, não questionamos isso aí, até porque achamos correto isso, porém, o Estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD), que é um campo autorizado pelo presidente do Londrina, Cláudio Canuto, para utilizarmos na competição, ainda está faltando alguns laudos da Polícia Militar (PM). Caso não tenha a liberação do VGD, já temos o contato do Estádio Exáro Menck, em Sertanópolis e o Estádio Olímpio Barreto, em Apucarana, que estão liberados para Federação Paranaense de Futebol (FPF)”, finalizou Edson Moreti.

A estreia da Portuguesa Londrinense no Campeonato Paranaense da Segunda Divisão será fora de casa, contra o PSTC, possivelmente no Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio (PR), no dia 11 de fevereiro, às 16h30. O primeiro jogo como mandante, está marcado para o dia 14 de fevereiro, a princípio no Estádio Olímpio Barreto, em Apucarana (PR), às 16h30, contra o Cascavel CR.

Foto: Everton Calício/ Portuguesa de Desportos Oficial.

Siga em:
Com uma base mantida
Em preparação para

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo