A primeira fase dos quatro semifinalistas da Terceirona

A primeira fase do Campeonato Paranaense da Terceira Divisão se encerrou no último domingo (21) e conhecemos os quatro classificados as semifinais que vão brigar por duas vagas na Segundona de 2019. Confira as campanhas, dados e curiosidades de Apucarana Sports, Nacional AC, Grêmio Maringá e Verê FC nesta primeira fase:

APUCARANA SPORTS

O líder da primeira fase, o Apucarana Sports é a única equipe invicta na Terceirona, em oito partidas na competição, são seis vitórias e dois empates. A equipe comandada por Vavilson dos Santos marcou 15 gols, o terceiro melhor ataque e sofreu apenas um gol, no último jogo contra o Nacional AC. O goleiro Pablo ficou sete partidas sem ver suas redes balançar ou aproximadamente 670 minutos sem levar gols.

Na competição, o Tricolor da Cidade Alta recebeu 22 cartões amarelo e um cartão vermelho. Em quatro partidas em casa até agora, o Apucarana tem a melhor média de público do campeonato, com uma média de 692 pagantes por partida. Enfrentando as outras três equipes que se classificaram, o Tricolor encarou esses adversários no Estádio Olímpio Barreto, empatou com o NAC e venceu Verê FC e Grêmio Maringá.

A campanha do Apucarana Sports é melhor longe do norte paranaense do que diante do seu torcedor. Em casa, o Tricolor fez quatro partidas, venceu duas e empatou duas, fez três gols e sofreu apenas um, tendo um saldo de dois gols positivos e um aproveitamento de 66,6% dos pontos. Já como visitante, o Apucarana tem 100% aproveitamento, com quatro vitórias, 12 gols marcados e nenhum sofrido.

Contando com a melhor campanha e a melhor média de público, o Apucarana Sports encara o Verê FC em busca de uma vaga na Segundona de 2019. Foto: Oesporte.com.br

NACIONAL AC

O NAC liderou boa parte da competição, perdeu o posto, mas manteve o segundo lugar ao término da primeira fase. Na campanha até agora, o clube de Rolândia tem seis vitórias, um empate e uma derrota. O time liderado por Índio Ferreira tem a segunda melhor defesa ao lado de Grêmio Maringá e Verê FC, que sofreram sete gols, mas tem o ataque mais eficiente da competição com 20 gols marcados, a única equipe que balançou as redes adversárias em todas as partidas.

O Nacional AC também é o único clube que não teve atletas expulsos e já recebeu 22 cartões amarelos em oito jogos. A média de público do NAC na Terceirona é de 151 pagantes em quatro partidas, a terceira melhor da competição. Em confrontos contra os classificados, o time Azul e Branco tem uma vitória, sobre o Verê em casa, um empate contra o Apucarana fora de casa e uma derrota contra o Grêmio Maringá, também longe de seus domínios.

O Nacional AC chegou até as semifinais com uma campanha de 100% no Estádio Érich George, com quatro vitórias, 12 gols feitos e três sofridos, saldo de nove. Já fora de casa, o NAC tem um aproveitamento de 58,3%, onde acumulou duas vitórias, um empate e uma derrota. Balançou as redes oito vezes e teve seu goleiro vazado em quatro oportunidades, saldo de quatro gols.

Com o melhor ataque e a segunda melhor campanha, o Nacional AC espera que os gols ajudem para conquistar o acesso contra o Grêmio Maringá. Foto: Nacional AC Oficial.

GRÊMIO MARINGÁ

O Galo de Maringá sempre esteve entre os primeiros durante a primeira fase. Apesar de problemas vividos nas últimas semanas, o Grêmio quer voltar a figurar no cenário estadual. A campanha do clube de Maringá tem seis vitórias e duas derrotas. O Alvinegro tem o segundo melhor ataque da competição com 18 gols e a segunda melhor defesa junto com o NAC e Verê.

O Grêmio Maringá é a equipe que menos levou cartões amarelos na competição, com 18 no total, mas já acumula duas expulsões. Apesar de ser um clube tradicional, a média de público foi baixa até agora, em quatro jogos e 49 pagantes, mas vale lembrar que o primeiro jogo como mandante o Galo disputou em Campo Largo (PR), a 418 km de Maringá. Nos confrontos contra os classificados, o clube da Cidade Canção levou a melhor sobre dois, derrotou Nacional AC e Verê FC como mandante, mas perdeu para o Apucarana Sports como visitante.

Com campanhas idênticas em casa como fora de casa, o Galo venceu três partidas como mandante e perdeu uma, marcou seis gols e sofreu três, com 75% de aproveitamento. Longe de Maringá, o aproveitamento é o mesmo, 75% dos pontos, com três vitórias e uma derrota, fez 12 gols e sofreu quatro, saldo de oito gols.

O Grêmio Maringá derrotou o Sport Campo Mourão e agora terá o Nacional AC nas semifinais. Foto: Grêmio de Esportes Maringá Oficial.

VERÊ FC

O clube do sudoeste paranaense foi o último a se classificar e contou muito com o W.O do Arapongas EC na última rodada. Na competição, o Verê FC obteve quatro vitórias, um empate e três derrotas. Se fosse pelo ataque, a equipe não teria se classificado, pois foi o 5º melhor com 11 gols marcados em oito jogos, mas igualado ao Grêmio Maringá e Nacional AC tem a 2ª melhor defesa, com sete gols sofridos.

O Verê FC levou 22 cartões amarelos e dois vermelhos durante a competição e teve a 4ª melhor média de público, em quatro jogos foram uma média de 125 pagantes no Estádio Vila do Mar. Em confronto contra os demais classificados, três derrotas, mas todas as partidas aconteceram longe do sudoeste do Estado.

Com um ótimo aproveitamento em casa, o Verê acumulou quatro vitórias, nove gols feitos e apenas um sofrido diante do torcedor, chegando aos 100% de aproveitamento em casa. Já longe do torcedor, apenas um empate e três derrotas, fez dois gols e sofreu seis, tendo um saldo negativo de quatro gols e um aproveitamento de 8,3% dos pontos disputados.

O Verê FC parou nas semifinais no ano passado, para não repetir 2017, o clube terá que avançar contra o Apucarana Sports. Foto: Verê FC Oficial.

Semifinais

Ida:

Verê FC x Apucarana Sports – Sexta-feira (26), às 15h30, no Estádio Vila do Mar, em Verê FC

Grêmio Maringá x Nacional AC – Sábado (27), às 15h30, no Estádio Willie Davids, em Maringá

Volta:

Apucarana Sports x Verê FC – Domingo (4), às 16h, no Estádio Olímpio Barreto, em Apucarana

Nacional AC x Grêmio Maringá – Domingo (4), às 16h, no Estádio Érich George, em Rolândia.

Foto: Arquivo oficial dos clubes e do site Oesporte

Atualizada no dia 25/10/2018 às 11h54

Siga em:
Um ano para o parani
Maringá FC confirma

Jornalista, formado na Unopar em 2015. Nasci e moro em Londrina. Apaixonado por esportes. Gosto de praticar aquele futebolzinho de final de semana. Futebol não é apenas um esporte, mas sim uma forma de viver.

Classifique este artigo